Dialogismo e heterodiscurso na divulgação científica brasileira e francesa: uma análise dialógico-comparativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v35i2p54-76

Palavras-chave:

Heterodiscursividade , Análise dialógica do discurso , Análise de discursos comparativa , Ciência Hoje , La Recherche

Resumo

Neste trabalho, propomos uma análise dialógico-comparativa da presença do heterodiscurso na divulgação científica (DC), com  o objetivo de verificar como se manifestam as diferentes formas da presença do outro no fio discursivo da DC. Para tanto, discutimos dois importantes conceitos da teoria bakhtiniana, o dialogismo e o heterodiscurso, e apresentamos a concepção de DC que pauta o estudo, enquanto relação dialógico-semântica entre esferas, destacando o papel do divulgador enquanto regente das vozes que povoam a DC. O corpus constitui-se de enunciados materializados em duas revistas de divulgação científica: Ciência Hoje e La Recherche, produções brasileira e francesa, respectivamente. As reflexões apresentadas apontam para a existência de várias formas de presença de outros no discurso da DC (a exemplo da forma dissimulada, construção híbrida, motivação pseudo-objetiva, palavra autoritária e sob a forma de gêneros intercalados), formas também observadas por Bakhtin no seu estudo sobre o heterodiscurso no romance.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Urbano Cavalcante Filho, Universidade Estadual de Santa Cruz. Instituto Federal da Bahia

    Doutor em Filologia e Língua Portuguesa pela USP (2017, com bolsa FAPESP), com Pós-Doutorado em Análise Dialógica e Comparativa de Discursos pela FFLCH-USP, sob a supervisão da Profa. Dra. Sheila Grillo (USP/CNPq). Durante o doutorado, realizou Estágio de Pesquisa no Exterior (Doutorado Sanduíche), na Université Paris Nanterre, na França (2015 e 2016), e no Brasil, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN (PROCAD/2012), ambos com bolsa CAPES. Possui Mestrado em Letras: Linguagens e Representações (UESC, 2011), Mestrado em Cultura e Turismo (UESC, 2008, com bolsa FAPESB), Especialização em Leitura e Produção Textual (UESC, 2008) e Licenciatura em Letras - Habilitação Português/Inglês/Literaturas (UESC, 2004). Professor/Pesquisador do Instituto Federal da Bahia (IFBA - Campus Ilhéus, desde 2009). Professor/Orientador de Mestrado e Doutorado do PPGL Linguagens e Representações e do Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS) da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC, Ilhéus, Bahia). Líder do Grupo de Pesquisa LINDES: Linguagens, Discurso e Sociedade (CNPq/IFBA) e Pesquisador dos GPs Diálogo (USP/CNPq) e GEDUSP. De 2005 a 2009, atuou como Professor do Departamento de Letras e Artes da UESC, em Ilhéus-Bahia. Possui experiência docente nas esferas pública e privada em todos os níveis de ensino: educação básica (ensino fundamental, médio, proeja e pré-vestibular) e ensino superior (graduação e pós-graduação, nas modalidades presencial e a distância - EaD) na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, Linguística, Leitura e Produção de Textos, Análise de Discursos e Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa. Os temas de pesquisa de seu interesse são: teorias da linguagem e do discurso, em especial a análise dialógica (ADD) e a análise de discursos comparativa (ADC), divulgação científica (história, ideologia, sujeitos, práticas, linguagens, esferas e gêneros), ensino de língua portuguesa, leitura e produção de textos, formação de professores.

Referências

ANOS: ciência ao alcance de todos. Ciência Hoje. São Paulo, v. 49, n. 294, jul. 2012.

ANS de science. La Recherche. Paris, n. 441, maio 2010.

BACHTIN, M. M. Problemi dell’opera di Dostoevskij [1929]. Trad. M. de Michiel e A. Ponzio. Bari: Edizioni dal Sud, 1997.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. Org. Trad. Posfácio e Notas de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2016.

BAKHTIN, M. Por uma metodologia das ciências humanas. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Introdução e tradução de Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011b p.393-410.

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoiévski. Trad. do russo, notas e prefácio de Paulo Bezerra. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2018.

BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética (A teoria do romance). Equipe de Trad. Aurora Fornoni Bernadini et al. 6. ed. São Paulo: Hucitec, 2010.

BAKHTIN, M. Reformulação do livro sobre Dostoiévski. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Introdução e tradução de Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011a p.337-357.

BAKHTIN, M. Teoria do romance I: A estilística. Trad., prefácio, notas e glossário de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2015.

BARROS, D. L. P de. Dialogismo, Polifonia e Enunciação. In: BARROS, D. L. de P.; FIORIN, J. L. (Orgs.). Dialogismo, Polifonia, Intertextualidade: em torno de Bakhtin. 2. ed. São Paulo: Edusp, 2003.

BEZERRA, P. Polifonia. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin: conceitos-chave. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2012.

BEZERRA, P. Tradução, arte, diálogo. Bakhtiniana, São Paulo, v. 10, n. 3, p. 235-251, set./dez. 2015.

BRAIT, B. As vozes bakhtinianas e o diálogo inconcluso. In: BARROS, D. L. P. de; FIORIN, J. L. (Orgs.). Dialogismo, Polifonia, Intertextualidade: em torno de Bakhtin. 2. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2003. p. 11-28.

CANCER: la révolution. La Recherche. Paris, n. 440, abr. 2010.

CAVALCANTE FILHO, U. A constituição e o funcionamento do gênero divulgação científica. 2011. 96 f. Dissertação. (Mestrado em Letras: Linguagens e Representações). Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, Bahia.

CAVALCANTE FILHO, U. A construção composicional em enunciados de divulgação científica: uma análise dialógico-comparativa de Ciência Hoje e La Recherche. Linha D'Água (Online), São Paulo, v. 31, n. 3, p. 99-120, set./dez. 2018. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/view/149667. Acesso em: 25 jun. 2019.

CAVALCANTE FILHO, U. Dialogia e comparação em embate e complementação: anotações metodológicas para uma análise do discurso da divulgação científica. Polifonia, v.27, n.49, p. 437-454, out./dez., 2020. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/10757. Acesso em: Acesso em: 25 jun. 2019.

CAVALCANTE FILHO, U. Traces de didacticité dans la vulgarisation scientifique : une analyse dialogique-comparative du discours de Ciência Hoje et de La Recherche. In : GRILLO, S. V. de C. ; REBOUL-TOURÉ, S.; GLUSHKOVA, M. (Org.). Analyse du discours et comparasion : enjeux théoriques et méthodologiques. Peter Lang : Brussels, 2021. p. 221-245. v. 16 (Études Contrastives).

CLARK, K. ; HOLQUIST, M. Mikhail Bakhtin. Trad. J. Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 2008.

FARACO, C. A. Linguagem & Diálogo: as ideias linguísticas do Círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

GRILLO, S. V. de C. Divulgação científica: linguagens, esferas e gêneros. 2013. 332 f. Tese (Livre-Docência). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

GRILLO, S. V. de C.; GLUSHKOVA, Maria . A divulgação científica no Brasil e na Rússia: um ensaio de análise comparativa de discursos. Bakhtiniana, v. 11, 2016, p. 69-92. DOI: https://doi.org/10.1590/2176-457323556.

GRILLO, S. V. de; GIERING, M. E. ; MOTTA-ROTH, D. Editorial: Perspectivas discursivas da divulgação/popularização da ciência. Bakhtiniana, São Paulo, v. 11, v. 2, p. 3-13, maio/ago. 2016. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/bakhtiniana/article/view/27166/19228. Acesso em: 25 jun. 2019.

MACHADO, F. S. Análise comparativa de blogs de divulgação científica em português: a descoberta em perspectiva. Linha D'Água (Online), São Paulo, v. 31, n. 3, p. 73-97, set./dez. 2018. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/view/148794/149041. Acesso em: em: 25 jun. 2019.

MACHADO, F. S. Aspects de la divulgation scientifique dans les blogs brésiliens. In: GRILLO, S. V. de C. ; REBOUL-TOURÉ, S.; GLUSHKOVA, M. (Org.). Analyse du discours et comparasion : enjeux théoriques et méthodologiques. Peter Lang: Brussels, 2021. p. 201-220. v. 16. (Études Contrastives).

MACIEL, L. V. de C. Relações dialógicas em narrativas. 2014. 360 f. Tese (Doutorado). Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo.

MEDVIÉDEV, P. N. O método formal nos estudos literários: a introdução crítica a uma poética sociológica. Trad. Sheila Camargo Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Contexto, 2012. p.193-210.

MOIRAND, S; REBOUL-TOURE, S; RIBEIRO, M. P. A divulgação científica no cruzamento de novas esferas de atividade linguageira. Bakhtiniana, São Paulo, v. 11, n. 2, p. 137-163, maio/ago. 2016. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/bakhtiniana/article/view/23847/19242. Acesso em: 25 jun. 2019.

PESTE: ameaça oculta ainda preocupa. Ciência Hoje. São Paulo, v. 49, n. 293, jun. 2012.

SCHNAIDERMAN, B. Bakhtin 40 graus (uma experiência brasileira). In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin, dialogismo e construção do sentido. 2. ed. rev. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2005.

SILVA, B. A. de A. e; GRILLO, S. V. C. Novos percursos da ciência: as modificações da divulgação científica no meio digital a partir de uma análise contrastiva. Bakhtiniana, v. 14, n. 1, p. 51-73, jan./mar. 2019. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/bakhtiniana/article/view/36377/27017. Acesso em: 10 jun. 2020.

TEZZA, C. Entre a prosa e a poesia: Bakhtin e o formalismo russo. Rio de Janeiro: Rocco, 2003.

VOLÓCHINOV, V. (Círculo de Bakhtin). Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução, notas e glossário de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo; ensaio introdutório de Sheila Grillo. São Paulo: Editora 34, 2017.

Downloads

Publicado

2022-08-15

Como Citar

CAVALCANTE FILHO, Urbano. Dialogismo e heterodiscurso na divulgação científica brasileira e francesa: uma análise dialógico-comparativa. Linha D’Água, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 54–76, 2022. DOI: 10.11606/issn.2236-4242.v35i2p54-76. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/view/194463.. Acesso em: 17 jul. 2024.