A análise de discursos comparativa e outras abordagens comparativistas em ciências da linguagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v35i2p1-15

Palavras-chave:

Análise comparativa de discursos, Abordagens comparativistas, Ciências da Linguagem

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Nienkötter Sardá, Universidade de São Paulo

Doutora em Ciências da Linguagem pela Université Paris Descartes (atual Université Paris Cité). No pós-doutorado, financiado pela Fapesp e realizado na Universidade de São Paulo (USP), contribuiu para a consolidação da análise de discursos comparativa no Brasil. Membro do grupo Diálogo (CNPq/USP). Em suas pesquisas, compara os discursos de livros didáticos, textos oficiais de educação e de revistas de divulgação da filosofia nas línguas-culturas brasileira e francesa. Tradutora (FR <> PT-BR).

Urbano Cavalcante Filho, Universidade Estadual de Santa Cruz. Instituto Federal da Bahia

Doutor em Filologia e Língua Portuguesa pela USP (2017, com bolsa FAPESP), com Pós-Doutorado em Análise Dialógica e Comparativa de Discursos pela FFLCH-USP, sob a supervisão da Profa. Dra. Sheila Grillo (USP/CNPq). Durante o doutorado, realizou Estágio de Pesquisa no Exterior (Doutorado Sanduíche), na Université Paris Nanterre, na França (2015 e 2016), e no Brasil, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN (PROCAD/2012), ambos com bolsa CAPES. Possui Mestrado em Letras: Linguagens e Representações (UESC, 2011), Mestrado em Cultura e Turismo (UESC, 2008, com bolsa FAPESB), Especialização em Leitura e Produção Textual (UESC, 2008) e Licenciatura em Letras - Habilitação Português/Inglês/Literaturas (UESC, 2004). Professor/Pesquisador do Instituto Federal da Bahia (IFBA - Campus Ilhéus, desde 2009). Professor/Orientador de Mestrado e Doutorado do PPGL Linguagens e Representações e do Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS) da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC, Ilhéus, Bahia). Líder do Grupo de Pesquisa LINDES: Linguagens, Discurso e Sociedade (CNPq/IFBA) e Pesquisador dos GPs Diálogo (USP/CNPq) e GEDUSP. De 2005 a 2009, atuou como Professor do Departamento de Letras e Artes da UESC, em Ilhéus-Bahia. Possui experiência docente nas esferas pública e privada em todos os níveis de ensino: educação básica (ensino fundamental, médio, proeja e pré-vestibular) e ensino superior (graduação e pós-graduação, nas modalidades presencial e a distância - EaD) na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, Linguística, Leitura e Produção de Textos, Análise de Discursos e Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa. Os temas de pesquisa de seu interesse são: teorias da linguagem e do discurso, em especial a análise dialógica (ADD) e a análise de discursos comparativa (ADC), divulgação científica (história, ideologia, sujeitos, práticas, linguagens, esferas e gêneros), ensino de língua portuguesa, leitura e produção de textos, formação de professores.

Yuri Andrei Batista Santos, Universidade de São Paulo

É doutorando no Programa de Pós-graduação em Filologia e Língua Portuguesa (PPGFLP/USP) como bolsista FAPESP e em regime de cotutela com a Université de Paris- França. Possui mestrado em Letras- Estudos em Linguagem pelo Programa de Pós-graduação em Letras: Linguagens e representações (PPGLLR/UESC). Também possui graduação em Letras com dupla habilitação em Língua Portuguesa e suas literaturas e Língua Inglesa e suas literaturas pela UESC. Possui experiência no ensino de línguas, atuando como professor de português, inglês e alemão. É pesquisador vinculado ao grupo de pesquisa DIÁLOGO-USP. Atua nas seguintes áreas: teoria dialógica do discurso, escritas de si, análise comparativa de discursos, estudos de tradução, ensino de línguas estrangeiras, ludoletramento.

Paulo Roberto Gonçalves-Segundo, Universidade de São Paulo

Doutor em Letras (2011) pelo programa de Filologia e Língua Portuguesa, do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP). Possui graduação em Letras pela mesma universidade (2005). Tem experiência na área de Linguística, com pesquisas orientadas à articulação entre linguagem, cognição e discurso. Atua, principalmente, no campo da Análise Crítica do Discurso, na interface com a Linguística Sistêmico-Funcional, com a Linguística Cognitiva e com a Teoria da Argumentação; e na área de Linguística Aplicada, pensando na articulação entre gramática e textualidade, por meio de um olhar amparado pelas perspectivas cognitivo-funcional e discursivo-textual. Atualmente, participa como pesquisador dos projetos temáticos "História do Português Paulista" e "História do Português Brasileiro", é o primeiro líder do "Núcleo de Estudos em Análise Crítica do Discurso da USP" (NEAC-USP) e membro dos grupos de pesquisa "Estudos de Linguagem, Argumentação e Discurso" (ELAD) e "Grupo de Estudos do Discurso da USP" (GEDUSP), além de ser um dos editores da Revista Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação (EID&A) e da Revista Linha D'Água. Integra também o Grupo de Trabalho da ANPOLL sobre "Argumentação". Paulo Roberto Gonçalves Segundo é professor doutor adjunto em Filologia e Língua Portuguesa, com dedicação exclusiva, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.

Referências

AZEVEDO E SILVA, B. A. de; GRILLO, S. V. de C. Novos percursos da ciência: as modificações da divulgação científica no meio digital a partir de uma análise contrastiva. Bakhtiniana, vol. 14, n. 1, p. 51-73, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/2176-457336377

BAKHTIN, M. O problema do conteúdo, do material e da forma na criação literária. In: Questões de literatura e de estética. A teoria do romance. 3. ed. Trad. A. F. Bernadini et al. São Paulo: UNESP/HUCITEC, 1993. p. 13-70.

BAKHTIN, M. Notas sobre literatura, cultura e ciências humanas. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2017.

BRAIT, B. Análise e teoria do discurso. In: BRAIT, B. (org.). Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006. p. 9-31.

CAVALCANTE FILHO, U. Traces de didacticité dans la vulgarisation scientifique: une analyse dialogique-comparative du discours de Ciência Hoje et de La Recherche. In: GRILLO, S. V. de C.; REBOUL-TOURÉ, S.; GLUSHKOVA, M. (org.). Analyse du discours et comparaison: enjeux théoriques et méthodologiques. Bruxelas: Peter Lang, 2021. p. 221-245.

CAVALCANTE FILHO, U. Dialogia e comparação em embate e complementação: anotações metodológicas para uma análise do discurso da divulgação científica. Polifonia, v. 27, nº 49, p. 437-454, 2020. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/10757. Acesso em: 21 jun. 2022.

CAVALCANTE FILHO, U. A construção composicional em enunciados de divulgação científica: uma análise dialógico-comparativa de Ciência Hoje e La Recherche. Linha D'Água, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 99-120, 2018. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/view/149667. Acesso em: 21 jun. 2022.

CLAUDEL, C. Comparaison du genre interview de presse en français et en japonais: une approche énonciative et pragmatique à travers la notion translangagière de figure. Tese de doutorado. Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3, 2002.

CLAUDEL, C.; MÜNCHOW, P. von; RIBEIRO, M. P.; PUGNIÈRE-SAAVEDRA, F.; TRÉGUER-FELTEN, G. Langue, discours et culture: vingt ans de recherche en comparaison. In: CLAUDEL, C. et al. (org.). Cultures, discours, langues: Nouveaux abordages. Limoges: Lambert-Lucas, 2013. p. 15-45.

CUNHA, G. X.; CORRÊA, T. E. A construção de imagens de si como um fenômeno enunciativo: estudo comparativo de depoimentos brasileiro e francês publicados na revista Marie Claire. Linha D’Água, v. 31, n. 3, 2018, p. 142-165. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v31i3p142-165

FRANCO, M. C. Quando nós somos o outro: questões teórico-metodológicas sobre os estudos comparados. Educação e Sociedade, Campinas, vol. XXI, nº 72, p. 197-230, 2000. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302000000300011

GLUSHKOVA, M. Uma análise comparativa do discurso científico-político-empresarial no Brasil e na Rússia. Alfa, v. 62, n. 3, 2018, p. 447-468. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-5794-1811-1

GLUSHKOVA, M.; FERREIRA, R. B. Análise comparativa estilística do gênero resumo: um estudo de caso nas publicações científicas no Brasil e na Rússia. Linha D’Água, v. 31, n. 3, 2018, p. 45-72. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v31i3p45-72

GRILLO, S. V. de C. A Linguística em manuais brasileiro e soviético. Alfa, v. 64, 2020, p. 1-30. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-5794-e11752

GRILLO, S. V. de C.; GLUSHKOVA, M. A divulgação científica no Brasil e na Rússia: um ensaio de análise comparativa de discursos. Bakhtiniana, v. 11, 2016, p. 69-92. DOI: https://doi.org/10.1590/2176-457323556

GRILLO, S. V. C.; HIGACHI, A. Enunciados verbo-visuais na divulgação científica no Brasil e na Rússia: as revistas Scientific American Brasil e V Míre Nauki (No mundo da ciência). In: KOZMA, E. V. B.; PUZZO, M. B. (org.). Múltiplas linguagens: discurso e efeito de sentido. Campinas: Pontes, 2017. p. 91-130

GRILLO, S. V. de C.; REBOUL-TOURÉ, S.; GLUSHKOVA, M.; MACHADO, F. S. Introduction: comparaison, invariance et altérité. In: GRILLO, S. V. de C.; REBOUL-TOURÉ, S.; GLUSHKOVA, M. (Orgs). Analyse du discours et comparaison: enjeux théoriques et méthodologiques. Bruxelas: Peter Lang, 2021, p. 13-32.

MACHADO, F. S. Aspects de la divulgation scientifique dans les blogs brésiliens. In: GRILLO, S. V. de C.; REBOUL-TOURÉ, S.; GLUSHKOVA, M. (orgs.). Analyse du discours et comparaison: enjeux théoriques et méthodologiques. Bruxelas: Peter Lang, 2021. p. 201-220.

MACHADO, F. S. Análise comparativa de blogs de divulgação científica em português: a descoberta científica em perspectiva. Linha D’Água, São Paulo, v. 31, n. 3, 2018, p. 73-97. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v31i3p73-97

MESQUITA, I. B. de.; GRILLO, S. V. de C. Análise comparativa e tradução sob o viés da metalinguística de Bakhtin: Cours de Linguistique Générale nas traduções ao russo e ao português. Cadernos de Tradução. v. 41, n. 2, 2021. p. 400-427. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2021.e75124

MILANI, S.E. Historiografia Linguística de Wilhelm von Humboldt: Conceitos e Métodos. Jundiaí: Paco Editorial, 2012.

MOIRAND, S. Des choix méthodologiques pour une linguistique de discours comparative. Langages, n. 105, p. 28-41, 1992. DOI: https://doi.org/10.3406/lgge.1992.1622

MÜNCHOW, P. von. L’analyse du discours contrastive: Théorie, méthodologie, pratique. Limoges: Éditions Lambert-Lucas, 2021.

MÜNCHOW, P. von. Les journaux télévisés en France et en Allemagne: Plaisir de voir ou devoir de s’informer. Paris: Presses Sorbonne Nouvelle, 2004.

MÜNCHOW, P. von. Contribution à la construction d’une linguistique de discours comparative: entrées dans le genre journal télévisé français et allemand. Tese de doutorado. Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3, 2001.

RIBEIRO, M. P. “Droite” et “gauche” dans les discours d’un événement électoral. Une étude sémantique et contrastive des presses brésilienne et française. Tese de doutorado. Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3/ Universidade de São Paulo, 2015.

SANTOS, Y. A. B. A autobiografia em contrastes discursivos: memórias, discursos e diálogos [provisório]. Tese de doutorado [em preparação]. Université Paris Cité/Universidade de São Paulo.

SANTOS, Y. A. B.; TORGA, V. L. M.; CAVALCANTE FILHO, U. Perspectivas de uma escrita de si: análise comparativa de discursos no gênero autobiografia. Linha D’Água, v. 31, p. 191-210, 2018. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v31i3p191-210

SARDÁ, D. N. Os discursos sobre o veganismo em revistas de divulgação da filosofia no Brasil e na França. Alfa, vol. 66, 2022, p. 1-25. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-5794-e14037

SARDÁ, D. N. A análise de discursos comparativa no Brasil: uma reflexão a partir da noção de categoria. Bakhtiniana, vol. 16, nº 2, 2021, p. 168-193. DOI: https://doi.org/10.1590/2176-457347892

SARDÁ, D. N. A divulgação da filosofia nas revistas Philosophie Magazine e Filosofia Ciência & Vida. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, vol. 62, e020020, 2020, p. 1-15. DOI: https://doi.org/10.20396/cel.v62i0.8660380

SARDÁ, D. N. Les manuels de philosophie en France et au Brésil: une analyse du discours contrastive de la prise en charge énonciative. Tese de doutorado. Université Paris Cité, 2015.

SARDÁ, D. N.; BARBOSA, V. F. Repertório sociocultural e gênero dissertativo-argumentativo na redação do ENEM e na dissertação de francês do BAC. Desenredo, vol. 17, n. 2, p. 273-305, 2021. DOI: https://doi.org/10.5335/rdes.v17i2.12619

SILVA, A. L.V.; GRILLO, S. V. de C. Especificidades do gênero artigo científico no Brasil e no Chile. Macabéa, v. 10, n. 3, p. 175-198, 2021. DOI: https://doi.org/10.47295/mren.v10i3.3222

TRÉGUER-FELTEN, G. Le Leurre de l’anglais lingua franca. Une étude comparative de documents professionnels produits en anglais par des locuteurs chinois, français et nord-américains. Tese de doutorado. Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3, 2009.

VOLÓCHINOV, V. Marxismo e filosofia da linguagem: Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução, notas e glossário de Sheila Grillo e Ekaterina V. Américo. Ensaio introdutório de Sheila Grillo. São Paulo: Editora 34, 2017.

Publicado

2022-08-15

Como Citar

Sardá, D. N., Cavalcante Filho, U., Santos, Y. A. B., & Gonçalves-Segundo, P. R. (2022). A análise de discursos comparativa e outras abordagens comparativistas em ciências da linguagem. Linha D’Água, 35(2), 1-15. https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v35i2p1-15