Chamada para publicação Literartes n. 18

2022-03-19

INFÂNCIA E MODERNISMO BRASILEIRO

FIGURAÇÕES NA LITERATURA E OUTRAS ARTES NOS LIMIARES DA SEMANA DE 22

 

Prazo final para submissão de artigos: 20 de Janeiro de 2022.

Publicação prevista para o primeiro semestre de 2023.

 

No ano em que se comemora o centenário da Semana de Arte Moderna, a Literartes propõe a reflexão que contempla a figuração da infância na literatura e em outras artes, no horizonte dos múltiplos cenários que surgem no contexto do Movimento Modernista Brasileiro. É fato que o calendário precedente a fevereiro de 1922 e ulterior ao evento no Teatro Municipal de São Paulo abraça criações expressivas no tocante à criança.

A Semana de Arte Moderna de 22 estabeleceu novos contornos à abordagem de temas como o nacionalismo, a identidade cultural e antropofagia, através de uma linguagem que se distancia do pedagógico, para respirar os novos ares vanguardistas, com a fluidez da linguagem oral, com a marca do regional e a leveza promovida pela liberdade métrica, o lúdico, a fragmentação e a imagem.

Monteiro Lobato revela-se conservador em sua crítica a Anita Malfatti; no entanto, conjuga elementos do frescor modernista ao publicar O Sítio do Pica-Pau Amarelo. Manuel Bandeira, após uma década, traz à baila os alumbramentos e registros de festas e brincadeiras de rua inerentes à meninice em Recife. E quantos não são os poetas, contistas e crônicas cujas obras apresentam o universo mirim em flagrantes e instantâneos antológicos: Cecília Meireles, Carlos Drummond de Andrade, Antônio de Alcântara Machado, Henriqueta Lisboa... Todos eles modernistas, a quem ecoaram, em alguma medida, os estribilhos de Mário e Oswald de Andrade.

A propósito da pintura produzida nos anos intermediários a 22, impossível não se recordar das crianças que, vez ou outra, assomam às paletas de Tarsila do Amaral, Lasar Segall e demais artistas que esporadicamente trouxeram a seus estilos e a suas técnicas de composição um contorno bastante particular da anatomia e da cartografia do infante — como é o caso de Vicente do Rego Monteiro e de Candido Portinari. Cabe revisar as propostas de inovação quanto à ilustração do livro infantil à luz Modernista. O mesmo vale ressaltar quanto à perspectiva da música, do teatro e de outras manifestações artísticas que assimilaram o impacto da Semana de 22, agregando novas possibilidades construtivas e interpretativas a uma pluralidade de discursos verbais e não verbais.

  O presente número da Literartes convida a contribuir para uma reflexão sobre as manifestações estéticas em contexto de recepção infantil e juvenil, a considerar o impacto das propostas modernistas que viriam a estabelecer um franco diálogo entre as artes, algo tão caro aos estudos contemporâneos, que congregam ecos e reminiscências do movimento na amplitude e alcance da Literatura e outras Artes.

 

Organização:

Prof. Dr. Ricardo Iannace (USP)

Prof. Dra. Sandra Trabucco Valenzuela (FAM)

Profa. Ma. Dayse Oliveira Barbosa (USP)

Prof. Dra. Maria Zilda da Cunha (USP)

Prof. Ma. Nathália Xavier Thomaz (USP)

 

Prazo final para submissão de artigos: 20 de Janeiro de 2022.

Publicação prevista para o primeiro semestre de 2023.

 

Normas para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores devem verificar a conformidade do texto em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  • A contribuição deve ser original e inédita, e não estar sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão deve estar em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • Cabe aos autores completar corretamente a página de metadados referente à sua submissão, inclusive com sua biografia atualizada.
  • O texto deve seguir os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, no link "Submissões", localizado na aba "Sobre" no site da revista.
  • Os artigos deverão ser submetidos sem identificação de autor no corpo do texto. Todos os artigos passarão por avaliação duplo-cega por pares, e devem ser encaminhados à seção da revista a que mais se adequarem.
  • Caso o texto possua imagens, elas devem apresentar pelo menos 200 dpi, com resolução adequada para publicação. É fundamental que os direitos autorais sejam respeitados.  
  • Os títulos devem ser inseridos em português e inglês, seguidos dos respectivos resumos e palavras-chaves nos dois idiomas.

 

Para mais informações entre em contato: redacaoliterartes@gmail.com