Renascimento como metáfora para a assunção da identidade de gênero contraposta à heteronormatividade em Mulher de mim, de Mia Couto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2018.146688

Palavras-chave:

heteronormatividade, gênero, renascimento, literatura, Moçambique

Resumo

No ensaio, é analisado o conto Mulher de mim, do escritor moçambicano Mia Couto. Narrado em primeira pessoa, o texto apresenta como personagem central uma figura masculina que, desde o início, demonstra a consciência de que passava por uma transformação, que lhe levaria a se converter na “prévia matéria” (COUTO, 1998) de que havia sido formado. Esse narrador relata receber visitas noturnas de uma mulher. A princípio, ele alude a essa mulher como sendo alguém distinto de si. Pouco a pouco, essa mulher se empodera diante do narrador, de modo que é colocada em curso a metamorfose anunciada, em forma de assunção, por esse narrador, do gênero feminino. No transcorrer do texto, é evidenciado o incômodo com a presença feminina que o visita. Trata-se da negação imposta pela ideia de heteronormatividade, que o leva a recusar a condição que se intensificava, pois é subjetivado por códigos culturais. O objetivo do ensaio é discutir o modo como, literariamente, o texto examina a construção do difícil processo para a assunção de uma identidade de gênero que se contrapõe à heteronormatividade

Biografia do Autor

Antônio Carlos Dias Mendonça, Universidade Federal do Tocantins

Possui graduação em Letras pela Universidade do Tocantins (1995), Pós graduado em Leitura e Produção Escrita pela Universidade Federal do Tocantins(2006) e Mestrando(2017-2019) pela Universidade Federal do Tocantins (Araguaína-TO) em Práticas diversificadas para o Ensino de Literatura com a orientação do Dr. Márcio Araújo de Melo. Atualmente está em licença para aperfeiçoamento profissional pela Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Tocantins como professor da Educação Básica.Possui experiência como docente (rede pública e privada de ensino) na área de Letras,com ênfase em Língua Portuguesa,Leitura e Produção Escrita,foi Coordenador Pedagógico no Colégio Santa Cruz (2013-2015),Coordenador de Linguagens e Códigos no Colégio Santa Cruz(2016-2017) e Supervisor Técnico de Qualidade Escolar na Diretoria Regional de Ensino de Araguaína (2002-2003).

Eliane Cristina Testa

Professora de Literatura Portuguesa da Universidade Federal do Tocantins (UFT), onde atua também como professora do Programa de Pós-graduação em Letras (MELL).

Downloads

Publicado

2018-10-31

Como Citar

DIAS MENDONÇA, A. C.; TESTA, E. C. Renascimento como metáfora para a assunção da identidade de gênero contraposta à heteronormatividade em Mulher de mim, de Mia Couto. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 9, p. 119-130, 2018. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2018.146688. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/146688. Acesso em: 3 out. 2022.