Aspectos da Forma Narrativa em “Estória do ladrão e do papagaio”, de Luandino Vieira

Autores

  • Fábio Salem Daie Universidade de São Paulo (USP)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2018.150323

Palavras-chave:

Luandino Vieira, Luuanda, contos, formas narrativas, ideologia

Resumo

O presente artigo analisa aspectos do conto “Estória do ladrão e do papagaio”, de Luandino Vieira, com foco em dois eixos centrais: o primeiro diz respeito à presença da estrutura colonial portuguesa na composição de sua própria estrutura textual; o segundo oferece justamente o vetor oposto, revelando-se em elementos que tensionam os limites sociais e ideológicos colocados pelo imperialismo. O intuito é estabelecer como ambas as dimensões contribuem para a qualidade estética da narrativa, na qual uma das características mais importantes é a coesão interna.

Downloads

Publicado

2018-10-31

Como Citar

DAIE, F. S. Aspectos da Forma Narrativa em “Estória do ladrão e do papagaio”, de Luandino Vieira. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 9, p. 131-141, 2018. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2018.150323. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/150323. Acesso em: 9 ago. 2022.