Cinema e literatura na escola como incentivo à formação de leitores

Autores

  • Denise Stefanoni Combinato Instituto Tecnológico de Aeronáutica / Departamento de Humanidades http://orcid.org/0000-0002-5919-0289
  • Claudete Moreno Ghiraldelo Universidade Vale do Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.167073

Palavras-chave:

cinema de autor, literatura, Ensino Médio, Leitura de textos e imagens, Escola pública

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar uma reflexão sobre o trabalho junto a estudantes do Ensino Médio com cinema de autor e literatura, diferenciando essas produções daquelas feitas pela indústria cultural, que seriam as produções de grandes estúdios cinematográficos e as de livros de literatura de massa. Essa reflexão baseia-se na experiência com projetos de pesquisa e de extensão junto a professores e estudantes de três escolas estaduais em  São José dos Campos, São Paulo.

Biografia do Autor

Denise Stefanoni Combinato, Instituto Tecnológico de Aeronáutica / Departamento de Humanidades

Graduação em Psicologia (Unesp/Bauru), Doutorado em Saúde Coletiva (Unesp/Botucatu), Pós-doutorado em Bioética (São Camilo/São Paulo). Psicóloga e Professora do Departamento de Humanidades no Instituto Tecnológico de Aeronáutica.

Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4762310E1

Claudete Moreno Ghiraldelo, Universidade Vale do Paraíba

Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas. Professora aposentada do Instituto Tecnológico de Aeronáutica/Departamento de Humanidades. Atualmente professora na área de Psicanálise na Universidade Vale do Paraíba.

Referências

BERTI, A.; CARVALHO, R. M. O Cine Debate promovendo encontros do cinema com a escola. Pro-Posições, Campinas, v.24, n.3, p.183-199. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pp/v24n3/11.pdf Acesso em 30 ago 2018.

BRASIL. Lei n.9.394, de 20 de Dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm Acesso em 22 fev 2020.

BRASIL. Lei n.13.006, de 26 de junho de 2014. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para obrigar a exibição de filmes de produção nacional nas escolas de educação básica. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13006.htm Acesso em 22 fev 2020.

CAMARGO, D.; BULGACOV, Y. L. M. A perspectiva estética e expressiva na escola: articulando conceitos da psicologia sócio-histórica. Psicologia em estudo, v.13, n. 3, p. 467-475, 2008.

CANDIDO, A. O direito à literatura. In: CANDIDO, A. Vários escritos. 3. ed. São Paulo: Duas

cidades, 1988. p. 169-191.

CHAUÍ, M. Convite à filosofia, 13. ed. São Paulo: Ática, 2003.

COMBINATO, D. S.; OLIVEIRA, T. C. S. ; MACEDO, W. P. ; VIEIRA, I. G. ; AUGUSTO, J. M. M. ; RIBEIRO, A. M. L. . Formação docente como condição para o planejamento e desenvolvimento de pesquisa-ação com alunos do Ensino Médio. In: V Congresso Nacional de formação de professores e XIV Congresso Estadual Paulista sobre formação de educadores, 2018, Águas de Lindoia. Inovação e Tradição - preservar e criar na formação docente, 2018.

COMBINATO, D. S. “Nós e os nossos nós: impactos da articulação entre literatura e audiovisual para o processo ensino-aprendizagem no Ensino Médio”. Relatório científico. Programa de Melhoria do Ensino Público da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Processo n. 2014/50841-4. FAPESP, 2019.

COMBINATO, D. S. “Nós e os nossos nós: impactos da articulação entre literatura e audiovisual para o processo ensino-aprendizagem no Ensino Médio”. Relatório científico. Programa de Melhoria do Ensino Público da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Processo n. 2014/50841-4. FAPESP, 2020.

DUARTE, N. As pedagogias do “aprender a aprender” e algumas ilusões da assim chamada sociedade do conhecimento. Revista Brasileira de Educação, n. 18, p.35-40, 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n18/n18a04 Acesso em 05 out 2019.

FRESQUET, A.; MIGLIORIN, C. Da obrigatoriedade do cinema na escola, notas para uma reflexão sobre a Lei 13.006/14. In: FRESQUET, A. Cinema e educação: a Lei 13.006 Reflexões, perspectivas e propostas. Belo Horizonte, MG. Universo Produções, 2015.

FRESQUET, A.; PAES, B. T. A escola e o cinema: algumas reflexões e apreensões frente à Lei 13.006/14. Revista Teias, v. 17, n. 47, 2016: Cinema e Educação em Debate. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistateias/article/view/24585/17565 Acesso em 22 fev 2020.

GEADA, E. O cinema espetáculo, Lisboa: Edições 70, 1987.

GHIRALDELO, C. M. A interpretação de filmes cult por jovens habituados a filmes comerciais. In RIBEIRO, J. da S.; VIANA, C. E.; MACIEL, D. (Orgs.) Encontros de Cinema. 4ª Conferência Internacional de cinema de Viana 2015. Viana do Castelo, Ao Norte (Associação de Produção e Animação Audiovisual), 2016.

GONÇALVES FILHO, A. A. Educação e literatura. 2.ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. INSTITUTO PRÓ-LIVRO. Retratos da leitura no Brasil. 4.ed. 2016. Disponível em: http://prolivro.org.br/home/images/2016/Pesquisa_Retratos_da_Leitura_no_Brasil_-_2015.pdf Acesso em 17 fev. 2020.

LAVAL, C. A escola não é uma empresa: o neoliberalismo em ataque ao ensino público. Trad. Mariana Echalar. São Paulo: Boitempo, 2019.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Censo da Educação Básica 2019.

Brasília-DF Inep/MEC, 2020. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/0/Notas+Estat%C3%ADsticas+-+Censo+da+Educa%C3%A7%-C3%A3o+B%C3%A1sica+2019/43bf4c5b-b478-4c5d-ae17-7d55ced4c37d?version=1.0 Acesso em 22 fev 2020.

MORAES, O., HANNING, R., PARAGUASSU, M. Traço e prosa: entrevistas com ilustradores de livros infantojuvenis. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

NAPOLITANO, M. Cinema: experiência cultural e escolar. Secretaria da Educação. Caderno de cinema do professor: dois. São Paulo: FDE, 2009.

PERISSÉ, G. Literatura e educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

QUEIRÓS, B. C. Sobre ler, escrever e outros diálogos. Organização de Júlio Abreu. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

ROSENFELD, A. Cinema: arte & indústria. São Paulo: Perspectiva, 2009[1951].

SARAMAGO, J. Nas suas palavras. Edição e seleção de Fernando Gómez Aguilera. 2.ed. Alfragide, Portugal: Caminho, 2010.

WOOD, J. Como funciona a ficção. Trad. Denise Bottmann. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

Obras audiovisuais:

A palavra conta, de Duto Sperry, produzido pela Java 2G, com apoio do Instituto C&A, 2011. 28’37’’. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=TlOwKhIma5s Acesso em: 19 jan 2017.

Com amor, Van Gogh, filme de Dorota Kobiela, Hugh Welchman, produzido por Breakthru Productions Trademark Films, 2017. 94’.

Lixo extraordinário, filme de Lucy Walker, João Jardim e Karen Harley, produzido por Almega Projects, O2 Filmes, 2010. 90’.

Mary & Max - Uma amizade diferente, filme de Adam Elliot, produzido por Melanie Coombs, 2009. 92’.

Narradores de Javé, filme de Eliane Caffé, produzido por Bananeira Filmes, Gullane Filmes, Laterit Productions, Riofilme, 2003, 100’.

O menino e o mundo, de Alê Abreu, produzido por Filme de Papel e Espaço Filmes, 2014. 80’.

Olga, filme de Jayme Monjardim, produzido por Globo Filmes e Lumière Pictures, 2004. 141’.

Os fantásticos livros voadores do Sr. Morris Lessmore, filme de William Joyce e Brandon Oldenburg, produzido por Moonbot Studios, 2011. 15’07’’. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=wDkfhwRlcZw Acesso em: 09 nov 2017.

Paris, je t’aime, Faubourg Saint Denis, filme de Tom Tykwer, produção de Imagem Filmes, 2006. 7’13’’. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=CNOxsLK8KUc Acesso em 08 fev 2017.

Obras literárias:

FUNDAÇÃO CULTURAL CASSIANO RICARDO. Cassiano Ricardo 120 anos. São José dos Campos, 2014.

RAMOS, G. Vidas secas. 140.ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Record, 2019[1938].

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

COMBINATO, D. S.; GHIRALDELO, C. M. Cinema e literatura na escola como incentivo à formação de leitores. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 13, p. 103-126, 2020. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.167073. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/167073. Acesso em: 24 out. 2021.