“Caperucita Roja”: a Chapeuzinho Vermelho na poesia de Gabriela Mistral

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.168912

Palavras-chave:

Gabriela Mistral, Poesia infantil, Chapeuzinho Vermelho, Perrault, Literatura Chilena

Resumo

O presente artigo analisa o poema narrativo “Caperucita Roja”, inserido na seção “Cuentos”, do livro de poemas infantis Ternura, de 1945, da poeta e ensaísta chilena Gabriela Mistral. Inicialmente, apresenta-se um breve panorama da obra da autora, identificando as diferentes edições do livro Ternura, esclarecendo seus temas e suas seções, em especial a seção “Cuentos”. A seguir, estuda-se o conto Chapeuzinho Vermelho, de Charles Perrault, para, então, analisar o poema “Caperucita Roja”, de Gabriela Mistral.

Biografia do Autor

Sandra Trabucco Valenzuela, Universidade Anhembi Morumbi

Pós-doutora em Estudos Comparados na Universidade de São Paulo, tema: Literatura infanto-juvenil e audiovisuais. Bacharel e Licenciada em Letras pela USP, Mestrado e Doutorado em Literatura Hispano-Americana pela Universidade de São Paulo - FFLCH. Especialização em História da Arte pelo Centro Universitário Claretiano. Professora da Universidade Anhembi Morumbi.

Referências

BETTELHEIM, Bruno. A psicanálise dos contos de fada. 3 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.
CANDIDO, Antonio. A personagem do romance. In: Persoangem de ficção. 12ed. São Paulo: Perspectiva, 2011.
COELHO, Nelly Novaes. A literatura infantil. 3ed. São Paulo: Quíron, 1984.
COELHO, Nelly Novaes. A literatura infantil: Teoria. Análise. Didática. São Paulo: Moderna, 2000.
COELHO, Nelly Novaes. O Conto de fadas. São Paulo: Ática, 1997.
CUNHA, Maria Zilda da. “Poesia”. In: GREGORIN FILHO, José Nicolau (org.) Literatura infantil em gêneros. São Paulo: Mundo Mirim, 2012.
GOIC, Cedomil. Historia y Crítica de la Literatura Hispanoamericana. vol. 2. Barcelona: Crítica, 1988.
GREIMAS, A. J. Semântica estrutural. São Paulo: Cultrix, 1973.
INSTITUTO Nacional de Tecnologías Educativas y de formación del profesorado. Gobierno de España. Disponível em http://acebo.pntic.mec.es/~aromer3/Lengua/Lengua%20de%20ESO/como_esc/Compl.%20gramaticales/c_haber.html Acesso em 16 abr. 2020.
JEHA, Julio. (org.) Monstros como metáforas do mal. In: Monstros e Monstruosidades na Literatura. Belo Horizonte: UFMG, 2007.
MISTRAL, Gabriela. Desolación. Prólogo de Roque Esteban Scarpa. Santiago: Andrés Bello, 1979.
MISTRAL, Gabriela. Poesias Escolhidas. Trad. Henriqueta Lisboa. "Estudo Introdutivo" de Jorge Edwards. Rio de Janeiro: Delta, 1969. Col. Prêmios Nobel de Literatura.
MISTRAL, Gabriela. Tala. Nota preliminar e introdução de Alfonso Calderón. Santiago: Andrés Bello, 1979.
MISTRAL, Gabriela. Ternura. Buenos Aires: Espasa-Calpe, 1965. 8 ed. Colección Austral. (1ª. ed. 1945)
NAVARRO TOMÁS, T. Métrica Española. Madrid-Barcelona: Guadarrama-Labor, 1974.
PERRAULT, Charles. Contos e Fábulas. Trad. Mário Laranjeira. São Paulo: Iluminuras, 2007.
PERRAULT, C. Les Contes des Fées de Perrault. Dessins par Gustave Doré. Prefácio de P. J. Stahl.Paris: Ed. Hetzel, 1862. Disponível em https://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k855619t/f11.image Acesso em 18 abr. 2020.
QUILIS, Antonio. Métrica española. Madrid: Alcalá, 1969. Col. Aula Magna, 20.
VALENZUELA, Sandra Trabucco. Gabriela Mistral e Poema de Chile. Tese de Doutorado. Faculdade de Letras da USP, 1998.
VALENZUELA, Sandra Trabucco. Once Upon a Time. Da literatura para a série de TV. São Paulo/Lisboa: Chiado, 2016.
VALENZUELA, Sandra Trabucco. Ternura e o americanismo em Gabriela Mistral. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Letras da USP, 1993.
WELLEK, René, WARREN, Austin. Teoria da Literatura. 4ª ed. Lisboa: Publicações Europa-América, s/d.

Downloads

Publicado

2020-12-08

Como Citar

VALENZUELA, S. T. “Caperucita Roja”: a Chapeuzinho Vermelho na poesia de Gabriela Mistral. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 12, p. 223-245, 2020. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.168912. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/168912. Acesso em: 22 set. 2021.