Do Conto de Fadas ao Épico

a mudança no tom narrativo em O Hobbit de J. R. R. Tolkien

Autores

  • Fabian Quevedo da Rocha Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.168942

Palavras-chave:

contos de fadas, épico, J. R. R. Tolkien, O Hobbit

Resumo

Este trabalho analisa como J. R. R. Tolkien usa elementos do conto de fadas e do gênero épico para escrever seu romance O Hobbit. Publicado em 1937, o primeiro romance de Tolkien é frequentemente visto como um conto de fadas. Além disso, partindo-se de seu ensaio "On Fairy Stories" para analisar sua própria ficção, é possível argumentar que O Hobbit tem a maioria das características que ele atribui ao gênero: acontece em um mundo secundário consistente, satisfaz vários desejos humanos, como o de vislumbrar outros mundos e o de conversar com outros seres; mais importante, tem um "final feliz", que é, por excelência, a essência do gênero para o autor. No entanto, uma leitura atenta de sua ficção revela que seu tom leve é lentamente substituído por um tom mais sombrio, típico de narrativas antigas como o poema épico Beowulf. Esta pesquisa, portanto, investiga como Tolkien constrói uma narrativa que começa com a sobriedade do conto de fadas, atinge um clímax característico do épico e termina com um sabor agridoce que mistura traços de ambos os gêneros. Para tal, utilizo as teorias de Tolkien sobre esses gêneros.

Referências

ATTEBERY, Brian. Stories about Stories. New York: Oxford, 2014.

CLUTE, John; GRANT, John. The Encyclopedia of Fantasy. London: Orbit, 1996.

FLIEGER, Verlyn. There Would always Be a Fairy Tale: More Essays on Tolkien. Ohio: Kent State University Press, 2017.

LEWIS, Clive Staples. Mere Christianity. New York: Harper Collins, 2001.

MARKOS, Louis. On the Shoulders of Hobbits: The Road to Virtue with Tolkien and Lewis. Chicago: Moody, 2012.

RUUD, Jay. Critical Companion to J. R. R. Tolkien. New York: Facts on File, 2011.

SHIPPEY, Tom. J. R. R. Tolkien: Author of the Century. London: Harper Collins, 2001.

TOLKIEN, John Ronald Reuel. Tree and Leaf. London: Harper Collins, 2001.

TOLKIEN, John Ronald Reuel. The Annotated Hobbit. (Edição de Douglas A. Anderson)Boston: Houghton Mifflin, 2002.

TOLKIEN, John Ronald Reuel. The Monsters and the Critics and other Essays. London: Harper Collins, 2006.

TOLKIEN, John Ronald Reuel. The Hobbit or There and Back Again. London: Harper Collins, 2007.

TOLKIEN, John Ronald Reuel. Beowulf: Uma Tradução Comentada. (Edição de Christopher Tolkien). Tradução de Ronald Eduard Kyrmse. São Paulo: Martins Fontes, 2015.

Downloads

Publicado

2020-12-08

Como Citar

ROCHA, F. Q. da. Do Conto de Fadas ao Épico: a mudança no tom narrativo em O Hobbit de J. R. R. Tolkien. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 12, p. 206-222, 2020. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.168942. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/168942. Acesso em: 28 maio. 2022.