Revistas literárias do Romantismo português

leituras além do cânone

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.172320

Palavras-chave:

Revistas Literárias, Romantismo, Poesia, Erotismo, Autoria feminina

Resumo

A leitura online de periódicos oitocentistas como forma de acesso ao texto literário além dos livros e dos escritores canônicos, a partir do projeto O Real em Revista. O acesso de leitores, pesquisadores e discentes à literatura tal como veiculada em seu suporte original possibilita novas e diferentes leituras. Destaque para a literatura, sobretudo a poesia, difundida em revistas literárias do Romantismo português pouco conhecidas, tais como A Lyra da Mocidade (1849), A Semana: jornal litterario (1850-1852), Miscellanea Poetica (1851-1852) e Hymnos e Flores: jornal litterario (1862-1863), e a presença de certo erotismo romântico e de escritoras.

Biografia do Autor

Eduardo da Cruz, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professor de Literatura Portuguesa no Instituto de Letras da UERJ, atuando na graduação e na pós-graduação. Doutor em Estudos de Literatura (Literatura Comparada) pela UFF. Mestre em Ciência da Literatura (Teoria Literária) pela UFRJ. Possui Licenciatura em Letras - Português/Inglês pela Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2005) e Pós-Graduação Lato Sensu em Literatura Portuguesa e Literaturas Africanas de Língua Portuguesa pela UFRJ (2006). É membro do Polo de Pesquisas Luso-Brasileiras do Real Gabinete Português de Leitura, e investigador colaborador do Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. PQ2 do CNPq.

Andreia Alves Monteiro de Castro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professora de Literatura Portuguesa no Instituto de Letras da UERJ. Doutora e mestra pela UERJ.

Referências

BARBOSA, Socorro de Fátima Pacífico. Jornal e literatura: a imprensa brasileira no século XIX. Porto Alegre: Nova Prova, 2007.
COELHO, Jacinto do Prado. A Poesia Ultrarromântica. Vol. I. Lisboa: Livraria Clássica, 1944).
CASTELO BRANCO, Camilo. A Mulher Fatal. Porto: Parceria Antónia Maria Pereira, 1902.
CRUZ, Eduardo da. António Feliciano de Castilho e a seleção de poetas para a Revista Universal Lisbonense (1842-1848). In Miscelânea: revista de literatura e vida social. v. 14. Assis/SP: UNESP/Assis, jul.-dez., 2013.
FIGUEIREDO, Fidelino. “Sobre o genero bibliographico: Revista” in ____. Estudos de Litteratura: artigos varios. Primeira serie: (1910-1916). Lisboa: Livraria Classica Editora de A. M. Teixeira, 1917.
LÖWY, Michael; BLECHMAN, Max. “Qu’est-ce que le romantisme révolutionnaire”. europe, 82e année – N.º 900 – Le Romantisme Révolutionnaire. Avril, 2004.
MACHADO, Álvaro Manuel. “Estudo introdutório” in: O TROVADOR / O NOVO TROVADOR. Edição segundo as primeiras edições (1848/1856). Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1999.
MOURÃO-FERREIRA, David. “Ao encontro de Castilho”. In: Sobre Viventes. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1976.
RIBEIRO, Maria Aparecida. Amélia Janny: 1842-1914. Estudo, antologia e bibliografia por Maria Aparecida Ribeiro. Lisboa: Biblioteca Nacional de Portugal; CLEPUL; CICS.Nova, 2018.
SENA, Jorge de. “Para uma definição periodológica do Romantismo Português” ”. In AA.VV.. Estética do Romantismo em Portugal. Lisboa: Grémio Literário, 1974.
SERRÃO, Joel; MARQUES, Oliveira, Nova história de Portugal. Vol. 10. Lisboa: Editorial Presença, 1987.
SIMÕES, João Gaspar. Itinerário Histórico da Poesia Portuguesa. De 1189 a 1964. Lisboa: Arcádia, 1964.
PEREIRA, Augusto Xavier Silva. Diccionario jornalistico portuguez, Portugal\Academia das Ciências de Lisboa, Mss. série Azul, nº 445, (Manuscrito digitalizado em CD) [1895].
TENGARRINHA, José. Nova história da imprensa portuguesa: das origens a 1865. Lisboa: Círculo de Leitores, 2013.

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

CRUZ, E. da; CASTRO, A. A. M. de. Revistas literárias do Romantismo português: leituras além do cânone. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 13, p. 242-269, 2020. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2020.172320. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/172320. Acesso em: 24 out. 2021.