Hellblade: Senua’s sacrifice: o feminino e a loucura

Autores

  • Luciana de Paula Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2021.184999

Palavras-chave:

Feminino, Loucura, Hellblade, Horror

Resumo

O presente estudo versa acerca do trato dado à questão do feminino e da loucura no game Hellblade: Senua’s sacrifice. Por uma perspectiva histórica, psicológica e literária, observaram-se os enlaces dos elementos do jogo, tais como enredo, cenário e áudio, na edificação de um horror trabalhado e denso. Pelas tramas da loucura, a Ninja Theory, idealizadora da obra, lança bases para o estabelecimento de uma leitura inquietante e fantástica, cuja aproximação permite uma experiência de horror histórico, estético e psicológico.

Biografia do Autor

Luciana de Paula, Universidade de São Paulo

Mestra em letras, Universidade de São Paulo

Referências

ALIGHIERI, Dante. A Divina Comédia: Inferno, Purgatório e Paraíso. São Paulo: Editora 34, 1999.

BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo. 2ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

CAMPBEL, Joseph. O poder do mito. 26ª ed. São Paulo: Palas Athena, 2008.

CUNHA, Maria Clementina Pereira. Loucura, gênero feminino: as mulheres do Juquery na São Paulo do início do século XX. In: Revista Brasileira de História. São Paulo V. 9, nº 18, ago./set. 1989, p. 121-144.

DSM-5, Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. 5ª ed. Porto Alegre: Artmed. 2014.

FREUD, Sigmund. O inquietante. In: Sigmund Freud obras completas volume 14. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

FOUCAULT, Michel. História da loucura. 8ª ed. São Paulo: Perspectiva, 2009.

LANGER, Johnni. Dicionário de mitologia nórdica: símbolos, mitos e ritos. São Paulo: Hedra, 2015.

ROUDNESCO, Elisabeth. PLON, Michel. Dicionário de psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Jahar Ed., 1998.

TODOROV, Tzvetan. Introdução à literatura fantástica. São Paulo: Perspectiva, 1975.

Downloads

Publicado

2021-12-21

Como Citar

PAULA, L. de. Hellblade: Senua’s sacrifice: o feminino e a loucura. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 15, p. 261-290, 2021. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2021.184999. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/184999. Acesso em: 15 ago. 2022.