Narrativas entretecidas vertentes do assombro e do medo: a casa e suas ruínas em Poe, Cortázar e Amenábar

Autores

  • Joana Marques Ribeiro Universidade de São Paulo
  • Kátia Pellicci Cembrone de Souza Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2021.187490

Palavras-chave:

Horror, Infamiliar, Casa, Literatura, Cinema

Resumo

O presente artigo pretende engendrar uma reflexão sobre a manifestação do horror na literatura em diálogo com a linguagem cinematográfica a partir de aproximações entre os contos “A queda da casa de Usher” (1839), de Edgar Allan Poe, e “Casa tomada” (1951), de Julio Cortázar, e a peça fílmica “Os outros” (2001), de direção e roteiro de Alejandro Amenábar. Para tanto, a análise destacará a posição de precursor de Poe em relação aos outros dois autores, bem como os elementos formais das três narrativas que, em contínuo e profícuo diálogo intertextual, colaboram para a criação de efeitos relativos ao assombro. Nesse sentido, será analisado de que maneira a casa, presente como elemento central das obras selecionadas, exerce um papel fundamental na construção do efeito próprio das narrativas de horror. Extrapolando os aspectos concreto e material da casa, a investigação buscará observar também como o espaço hostil e de ameaça espelha a confusão do território mental dos protagonistas, tornando-se metáfora de sua complexidade e de seu interior tantas vezes evitado, por seus aspectos ameaçadores enquanto corpo e/ou mente que se habita, contribuindo para potencializar os efeitos de desestabilização causados pela leitura das obras.

Biografia do Autor

Joana Marques Ribeiro, Universidade de São Paulo

Doutora em Letras na área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo (2020) e integrante do Grupo de Pesquisa Produções Literárias e Culturais para Crianças e Jovens - fase 3 (CNPq) da FFLCH-USP. Mestre em Letras na área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo (2011) e possui graduação em Letras (licenciatura plena em Português e Espanhol) pela Universidade de São Paulo (2006). Desenvolve trabalho na área da educação ministrando aulas de língua portuguesa na rede particular de ensino para alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa e Literatura, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura, estudos comparados, linguagens, cinema, leitor, formação de leitores, mediação de leitura.

Kátia Pellicci Cembrone de Souza, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Doutoranda em Letras do Programa de Literatura e Crítica Literária – PUC-SP. É mestre em Literatura e Crítica Literária pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), especialista em Literatura também pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), graduada em Pedagogia (2005), em Letras Português/ Inglês (2000), e em Propaganda e Marketing (1998). Professora de Língua Portuguesa e Literatura. Possui experiência nas áreas da Educação, Comunicação Social, Língua e Literatura.

Referências

AMENÁBAR, Alejandro. Os outros (Los otros). EUA/ITA/ESP/FRA: Dimension Films, Miramax Films, 2001 (104 min).

BAUDELAIRE, Charles. O homem e a obra (1852). In: POE, Edgar Allan. Edgar Allan Poe: medo clássico. Rio de Janeiro: DarkSide Books, 2017.

BERNARDO, Gustavo. O livro da metaficção. Rio de Janeiro: Tinta Negra Bazar Editorial, 2010.

BORGES, Jorge Luis. Pierre Menard, autor do Quijote. In Ficções. 3ª ed. São Paulo: Globo, 2001.

CORTÁZAR, Julio. Valise de Cronópio. 2ª ed. São Paulo: Perspectiva, 2008.

CORTÁZAR, Julio. Casa Tomada. In Bestiário. 2ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014.

CARVALHAL, Tânia Franco. Literatura comparada. São Paulo: Ática, 2006.

FREUD, Sigmund. O infamiliar e outros escritos. 1ª ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2020.

GUIMARÃES, César. Imagens da memória. Entre o legível e o visível. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1997.

KRISTEVA, Julia. Introdução à Semanálise. 2ª ed. São Paulo: Perspectiva, 2005.

NESTAREZ, Oscar. Histórias em quadrinhos e narrativas literárias de horror: aproximações e distanciamentos. In: Narrativas e enigmas da arte [recurso eletrônico]: fios da memória, frestas e arredores da ficção / Maria Zilda da Cunha, Lígia Menna (orgs.). – São Paulo: FFLCH/USP, 2021.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Mutações da literatura no século XXI. São Paulo: Companhia das Letras, 2016, PDF.

POE, Edgar Allan. A filosofia da composição. 2ª ed. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2011.

POE, Edgar Allan. A queda da Casa de Usher. In: O gato Preto e outras histórias extraordinárias. 1ª ed. São Paulo: Pandorga, 2018.

ROAS, David. A ameaça do fantástico: aproximações teóricas. São Paulo: Unesp, 2014.

WELLEK, René e WARREN, Austin. Teoria da Literatura e metodologia dos estudos literários. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

XAVIER, Ismail. O olhar e a cena. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.

Downloads

Publicado

2021-12-21

Como Citar

RIBEIRO, J. M.; SOUZA, K. P. C. de . Narrativas entretecidas vertentes do assombro e do medo: a casa e suas ruínas em Poe, Cortázar e Amenábar. Literartes, [S. l.], v. 1, n. 15, p. 123-148, 2021. DOI: 10.11606/issn.2316-9826.literartes.2021.187490. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/literartes/article/view/187490. Acesso em: 9 dez. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)