[1]
G. G. Chiari, “Urdiduras da condição social feminina em contos maravilhosos: uma análise comparativa de Rumpelstiltskin e A moça tecelã”, Literartes, vol. 1, nº 11, p. 57-75, dez. 2019.