Cortázar: o estranhamento em Cena

  • Cleusa Rios Passos Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Julio Cortázar, Horacio Quiroga, das Unheimliche (estranhamento), “theatrum mundi”

Resumo

O artigo busca enfocar o diálogo entre alguns contos de Julio Cortázar e “El espectro” de Horacio Quiroga, contemplando o tópos do “theatrum mundi”, em que os homens representam um papel no amplo cenário do universo. De larga tradição na literatura, essa metáfora aflora, nos dois autores, graças à inversão de papéis entre personagens ou entre personagens e narradores, despertando no leitor a perturbadora sensação de estranhamento (o “Unheimliche” freudiano).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleusa Rios Passos, Universidade de São Paulo
Docente no Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada
Publicado
2015-06-18
Como Citar
Passos, C. (2015). Cortázar: o estranhamento em Cena. Literatura E Sociedade, 20(20), 115-125. https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i20p115-125
Seção
Dossiê