Portal da USP Portal da USP Portal da USP

O PICTURAL, A FANTASIA E A MORTE: OBSERVAÇÕES SOBRE A MENININHA DOS FÓSFOROS DE ANDERSEN

Klaus Eggensperger

Resumo


Destacando a importância do conceito de fantasia tanto para o movimento romântico como mais tarde para uma crítica literária freudiana, o artigo dedica-se a um dos contos mais populares de Hans Christian Andersen, A Menininha dos Fósforos. A fantasia está também no centro do enredo do conto, onde se desenrola uma sequência de imagens fantásticas. Andersen faz uso de uma linguagem fortemente pictórica para criar uma ilusão estética que combina a acusação social com um sentimentalismo amenizante, o que garante alta popularidade. 


Palavras-chave


Hans Christian Andersen; ilusão estética; crítica literária freudiana; literatura de massa

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i23p58-72

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.