LÍRICA E SUBJETIVIDADE: QUAL O PROBLEMA DO POETA?

Autores

  • Abrahão Costa Andrade Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i23p27-41

Palavras-chave:

Safo, Baudelaire, Drummond, Amor, Lírica, Subjetividade

Resumo

O presente ensaio, articulando as relações entre subjetividade e lírica, busca repensar a concepção de “sujeito” por meio de uma dialética na qual o sujeito não se deixa identificar imediatamente com a pessoa individual, mas, ao contrário, como o cadinho de mediações sociais, cuja ausência de amor, detectada pela análise de poemas de Safo, Baudelaire e Drummond, aponta para o caráter estruturalmente doentio daquelas mediações que atravessam e, agora sim, constituem o sujeito individual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Abrahão Costa Andrade, Universidade Federal da Paraíba

Abrahão Costa Andrade, pós-doutor em filosofia pela UFSC (2015), doutor com distinção (2001) e mestre com louvor (1998) em filosofia pela USP, na linha Teoria das ciências humanas, sob a orientação de Olgária Matos, é autor, dentre outros, de Si mesmo como história. Ensaios sobre a identidade narrativa (São Paulo: Loyola, 2014). Áreas de interesse: teoria social e teoria política; filosofia da literatura; hermenêutica e psicanálise, arte e ontologia.

Downloads

Publicado

2017-07-18

Como Citar

Andrade, A. C. (2017). LÍRICA E SUBJETIVIDADE: QUAL O PROBLEMA DO POETA?. Literatura E Sociedade, 21(23), 27-41. https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i23p27-41

Edição

Seção

Ensaios