Almada Negreiros, a dança e os Ballet Russes

Autores

  • Filomena Serra Universidade Nova Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i17p14-28

Palavras-chave:

Almada Negreiros, dança, manifesto, futurismo, modernismo, Ballets Russes

Resumo

Os Ballets Russes (1909-1929), representaram um momento privilegiado da arte moderna ocidental. Empurrada pela Guerra, a célebre companhia de Serge Diaghilev (1872-1929), iniciaria várias tournées pela Península Ibérica, sendo Lisboa um dos lugares de destino. A chegada e permanência na cidade entusiasmou os jovens artistas modernistas entre os quais, o jovem futurista José de Almada Negreiros (1893-1970), colaborador da revista Orpheu, que escreveu o "Manifesto dos Bailados Russos". Este é, provavelmente, o primeiro e único manifesto do século XX que toma como tema os Ballets Russes. O texto, que se apresenta, equaciona os aspectos que envolvem a escrita do manifesto, a dimensão estética do futurismo em Portugal e a própria dança na sua relação com outros escritos de Almada Negreiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-07-22

Como Citar

Serra, F. (2015). Almada Negreiros, a dança e os Ballet Russes. Literatura E Sociedade, 18(17), 14-28. https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i17p14-28

Edição

Seção

Ensaios