Amor versus Sociedade: as “noites de Romeu e Julieta” e o mito de Don Juan na poesia de Castro Alves

Autores

  • Tereza Cristina Mauro Universidade de São Paulo (USP)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2448-1769.mag.2019.173828

Palavras-chave:

Romantismo, Literatura brasileira, Romeu e Julieta, Mito de Don Juan, Castro Alves

Resumo

Este ensaio focaliza a oposição estabelecida entre amor e sociedade na poesia de Castro Alves através de seu diálogo com o mito de Don Juan e com a peça Romeu e Julieta, identificando na noite o cenário privilegiado para a realização amorosa. Parte-se da hipótese de que a alusão à noite estaria relacionada à negação da rigidez da sociedade. Sendo assim, o presente artigo tem como objetivo analisar, a partir da perspectiva da literatura comparada, de que modo esse diálogo contribui para uma concepção mais liberal do amor na obra do poeta baiano, profundamente atrelada aos seus poemas abolicionistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tereza Cristina Mauro, Universidade de São Paulo (USP)

Mestra em Letras pela Universidade de São Paulo (2014). Autora de Entre a descrença e a sedução: releituras do mito de Don Juan em Álvares de Azevedo e em Castro Alves (Critica literária. Editora Rafael Copetti, 2015)

Referências

ARELLANO, Ignacio. Historia del teatro español del siglo XVII. Madrid: Cátedra, 1995.

ALVES, Castro. Obra completa (edição comemorativa do sesquicentenário). Organização, prefácio e notas de Eugênio Gomes. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1997.

ALVES, Castro. Teatro completo (ed. Elizabeth Azevedo). São Paulo: Martins Fontes, 2004.

CANDIDO, Antonio. “Poesia e oratória em Castro Alves”. In: Formação da literatura brasileira: momentos decisivos 1750-1880. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2007.

CASTRO, Eduardo Batalha Viveiros de; ARAÚJO, Ricardo Benzaquen de. “Romeu e Julieta e a origem do Estado”. In: VELHO, Gilberto (org.). Arte e sociedade: ensaios de sociologia da arte. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1977.

CUNHA, Fausto. O Romantismo no Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1971.

HADDAD, Jamil Almansur. Revisão de Castro Alves. São Paulo: Editora Saraiva, 1953, 3 v.

KRISTEVA, Julia. “Romeu e Julieta ou o amor fora-da-lei”. In: BRICOUT, Bernadette (org.). O olhar de Orfeu: os mitos literários do Ocidente. Trad. de Lelita Oliveira Benoit. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

MEZAN, Renato. “Mille e quattro, mille e cinque, mille e sei”. In: RIBEIRO, Renato Janine. (org.). A sedução e suas máscaras: ensaios sobre Don Juan. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

NOVALIS. Hinos à Noite. Trad. de Fiama Hasse Pais Brandão. Lisboa: Assírio & Alvim, 1998.

PAZ, Octavio. “Los hijos del limo”. In: Obras completas (Edición del autor). v. 1. Ciudad de México: Fondo de Cultura Económica, 1993.

RONCARI, Luiz. Literatura brasileira: dos primeiros cronistas aos últimos românticos. São Paulo: Edusp, 2002.

ROUGEMONT, Denis de. A história do amor no Ocidente. Trad. de Paulo Brandi e Ethel Brandi Cachapuz. São Paulo: Ediouro, 2003.

SHAKESPEARE, William. Romeu e Julieta. Trad. de Barbara Heliodora. Rio de Janeiro: Lacerda, 2004.

TOLMAN, Jon M. “Castro Alves, poeta amoroso”. Revista do IEB, São Paulo, n. 17, 1975.

WATT, Ian. Mitos do individualismo moderno: Fausto, Dom Quixote, Dom Juan, Robinson Crusoe. Trad. de Mário Pontes. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1997.

Downloads

Publicado

2019-12-27

Como Citar

Mauro, T. C. (2019). Amor versus Sociedade: as “noites de Romeu e Julieta” e o mito de Don Juan na poesia de Castro Alves. Magma, 26(15), 115-130. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1769.mag.2019.173828

Edição

Seção

Artigos