[1]
F. Ghazzaoui, “Cerâmica fragmentada — oleiro miserável”, Magma (São Paulo), nº 14, p. 143-152, dez. 2018.