Entre memória e ativismo político: contribuições de Nawal El Saadawi para o feminismo egípcio e transnacional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2446-5240.malala.2020.161802

Palavras-chave:

mulheres muçulmanas, memória, ativismo político

Resumo

Resenha comentada de “A Face oculta de Eva: as mulheres do mundo árabe” e “A Mulher com olhos de fogo – o
despertar feminista” (publicações brasileiras, de 2002 e de 2019, respectivamente).

A partir de reflexões acerca da obra da ativista feminista egípcia Nawal El Saadawi e do desenvolvimento de discussões entre memória, trajetória e a busca das mulheres muçulmanas por direitos em Estados do Oriente Médio e Norte da África o texto visa apresentar as possibilidades e os desafios de problematizar a agência feminina com foco em questões como a normatização dos corpos femininos pelo viés da tradição, a discussão das leis de família, o acesso à educação, assim na intersecção entre gênero, cultura e religião que é uma característica da obra de Nawal El Saadawi.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Abud Luz, Universidade Federal do ABC (UFABC)

Doutoranda em Ciências Humanas e Sociais pela Universidade Federal do ABC (UFABC), mestre em Ciências da Religião, especialista em Política e Relações Internacionais e graduada em Relações Internacionais. ORCID ID https://orcid.org/0000-0001-5979-3445. Link para o Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4539509603341152. Contato: flavia.abud.luz@hotmail.com.

Referências

ABU-LUGHOD, Lila. “As mulheres muçulmanas precisam realmente de salvação?: reflexões

antropológicas sobre o relativismo cultural e seus outros”. Revista Estudos Feministas, v.

, n. 2, p. 451-470, maio, 2012.

AHMED, Leila. Women and gender in Islam: roots of a modern debate. New York & London:

Yale University Press, 1992.

ASAD, Talal. “The idea of an anthropology of Islam”. Poznan Studies in the Philosophy of

the Sciences and the Humanities, v. 48, p. 381-406, january, 1996.

ASAD, Talal. “Thinking about tradition, religion, and politics in Egypt today”. Critical Inquiry,

volume 42, issue 1, p. 166-214, autumn 2015.

BADRAN, Margot. Feminism in Islam. Secular and Religious Convergences. Oxford: Oneworld

Oxford, 2009.

BADRAN, Margot. “From Islamic feminism to a Muslim holistic feminism”. IDS Bulletin, v.

, n. 1, p. 78-87, january, 2011.

EL SAADAWI, Nawal. A face oculta de Eva: as mulheres do Mundo Árabe. São Paulo: Global

Editora, 2002.

EL SAADAWI, Nawal. A mulher com olhos de fogo: o despertar feminista. São Paulo: Faro

Editorial, 2019.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História: Revista

do Programa de Estudos Pós-Graduados de História, vol.10, p. 7-28, julho-dezembro, 1993.

POLLAK, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. Revista Estudos Históricos, vol. 2, nº3

(janeiro-junho), p. 3-15, 1989.

RAMDANI, Nabila. Women in the 1919 Egyptian Revolution: from feminist awakening to

nationalist political activism. Journal of International Women’s Studies, v. 14, n. 2, p. 39-52,

march, 2013.

SHAIKH, Sa’diyya. Transforming Feminism: Islam, women and gender justice. In: SAFI,

Omid(ed). Progressive Muslims: on justice, gender and pluralism. London: Oneworld Oxford,

,p.147-162.

UNITED NATIONS CHILDREN’S FUND (UNICEF). Female Genital Mutilation/Cutting: A

statistical overview and exploration of the dynamics of change. New York: UNICEF, 2013.

Disponível em: <https://www.unicef.org/publications/index 69875.html>. Acesso em: 21

maio 2020.

WORLD HEALTH ORGANIZATION et al.. Eliminating Female Genital Mutilation: An interagency

statement, UNAIDS,

UNDP,UNECA,UNESCO,UNFPA,UNHCHR,UNHCR,UNICEF,UNIFEM,WHO. Geneva: WHO,

Disponível em: < https://www.who.int/reproductivehealth/publications/

fgm/9789241596442/en/>. Acesso em: 21/05/2020.

Downloads

Publicado

2020-12-23

Como Citar

Luz, F. A. (2020). Entre memória e ativismo político: contribuições de Nawal El Saadawi para o feminismo egípcio e transnacional. Malala, 8(11), 169-180. https://doi.org/10.11606/issn.2446-5240.malala.2020.161802