Proposta teórico-metodológica para a pesquisa de objetos no jornalismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v11i2p163-182

Palavras-chave:

Jornalismo contemporâneo, epistemologia, pesquisa de objetos

Resumo

Objetivamos aqui discutir uma proposta teórico-metodológica para fundamentar a pesquisa e observação de objetos no jornalismo contemporâneo. Recorremos aos conceitos de materialidade na comunicação, associada à teoria ator-rede (TAR), aos estudos vinculados a sistemas, espumas e objetos, todos eles reunidos sob a proposta de um campo mais aberto, interdisciplinar e resiliente para a comunicação contemporânea. Por fim, propomos alguns pontos de reflexão para a construção de conteúdos informativos nesse ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizabeth Saad Corrêa, Professora Titular do PPGCOM ECA USP

Elizabeth Saad Corrêa é professora titular do Departamento de Jornalismo e Editoração - ECA-USP. Enfatiza pesquisas e orientações nos segmentos de estratégia e negócios de informação digital; e na correlação entre a estratégia e o desenvolvimento de novas linguagens para conteúdos digitais. É coordenadora do grupo de pesquisa COM+, registrado no CNPq. 

Stefanie Carlan da Silveira, Doutora em Ciências da Comunicação pelo PPGCOM ECA USP

Stefanie C. da Silveira é jornalista, doutora em Comunicação pela Universidade de São Paulo (PPGCOM/USP) e mestre em Comunicação e Informação pelo PPGCOM/UFRGS. Sua atuação profissional inclui passagens pela Folha de São Paulo, Editora Abril, Agência de Notícias EFE, jornal Zero Hora e assessorias de imprensa.

Referências

AGAMBEN, G. O que é um dispositivo? In: ______. O que é o contemporâneo e outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009. p. 27-51.

BAIRON, S. Às margens da compreensão com o digital. Antares, Caxias do Sul, v. 7, n. 14, p. 354-364, jul./dez. 2015. Disponível em: <https://goo.gl/RYkdHA>. Acesso em: 12 ago. 2017. BERTOCCHI, D. Dos dados aos formatos: um modelo teórico para o design do sistema narrativo no jornalismo digital. 2014. 250 f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

BRAGA, J. L. Comunicação, disciplina indiciária. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO, 16., 2007, Curitiba. Anais... Curitiba: Universidade Tuiuti do Paraná, 2007. Disponível em: <https://goo.gl/UbxWKm>. Acesso em: 25 ago. 2017.

FELINTO, E. Materialidades da comunicação: por um novo lugar da matéria na teoria da comunicação. Ciberlegenda, Rio de Janeiro, n. 5, 2001.GIBSON, J. J. The ecological approach to visual perception. Londres: Lea, 1986.

GUMBRECHT, H. U. O campo não hermenêutico ou a materialidade da comunicação. Teresa revista de Literatura Brasileira, São Paulo, n. 10/11, p. 386-407, 2010.

HANKE, M. M. Materialidade da comunicação: um conceito para a ciência da comunicação? Contracampo, n. 14, p. 215-228, 2006. DOI: 10.22409/contracampo.v0i14.522

HOLANDA, A. F. C. Traduzindo o jornalismo para tablets com a teoria ator-rede. 2014. Tese (Doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas) – Faculdade de Comunicação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014. Disponível em: <https://goo.gl/QXGvdQ>. Acesso em: 28 ago. 2017.

LATOUR, B. Jamais fomos modernos: ensaio de antropologia simétrica. Rio de Janeiro: Editora 34, 1994a. Disponível em: <https://goo.gl/2r1nPu>. Acesso em: 28 ago. 2017.

______. On technical mediation: philosophy, sociology, genealogy. Common Knowledge, v. 3, n. 2, p. 29-64, 1994b. Disponível em: <https://goo.gl/8rqKL5>. Acesso em: 12 ago. 2017.

______. Reagregando o social: uma introdução à teoria do ator-rede. Salvador, Bauru: Edufba, 2012.

LEMOS, A. A comunicação das coisas: teoria ator-rede e cibercultura. São Paulo: Anablume, 2013.

______. Things (and People) are the tools of the revolution. Politics, Instituto Nupef, n. 9, 2011. Disponível em: <https://goo.gl/A9xtzG>. Acesso em: 12 ago. 2017.

LIEVROUW, L. A. Materiality and media in communication and technology studies. In: GILLESPIE, T.; BOCZKOWSKI, P. J.; FOOT, K. A. (Orgs.). Media technologies: essays on communication, materiality, and society. Londres: MIT, 2014. p. 21-52.

LIMA, E. P. Teoria dos sistemas. In: CITELLI, A. et al. (Orgs.). Dicionário de comunicação: escolas, teorias e autores. São Paulo: Contexto, 2014. p. 448-458.

LUHMANN, N. Introducción a la teoría de sistemas. Cidade do México: Universidad Iberoamericana, 1996.

SAAD CORRÊA, E. Comunicação na contemporaneidade: visibilidades e transformações. In: SAAD CORRÊA, E. (Org.). Visibilidade e consumo da informação nas redes sociais. Lisboa: Formalpress-Media XXI, 2016. p. 4-25.

______. Centralidade, transversalidade e resiliência: reflexões sobre as três condições da contemporaneidade digital e a epistemologia da comunicação. In: CONGRESSO INTERNACIONAL IBERCOM, 14., 2015, São Paulo. Anais... São Paulo: Universidade de São Paulo, 2015. Disponível em: <https://goo.gl/VF2C8m>. Acesso em: 29 ago. 2017.

______. Reflexões para uma epistemologia da comunicação digital. Observatorio (OBS*) Journal, n. 4, p. 307-320, 2008. Disponível em: <https://goo.gl/sa3BdY>. Acesso em: 12 ago. 2017.

SANTAELLA, L. A ecologia pluralista da comunicação: conectividade, mobili-dade, ubiquidade. São Paulo: Paulus, 2010.

______. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2007.

SANTAELLA, L.; CARDOSO, T. O desconcertante conceito de mediação técnica em Bruno Latour. Matrizes, São Paulo, v. 9, n. 1, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v9i1p167-185

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2006. Disponível em: <https://goo.gl/9eoMNy>. Acesso em: 28 ago. 2017.

SLOTERDIJK, P. Esferas III. Madri: Siruela, 2006.

SODRÉ, M. Epistemologia da comunicação. Palestra proferida como aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo. 29 mar. 2007. Anotação.

WESTLUND, O.; LEWIS, S. C. Agents of media innovations: actors, actants, and audiences. The Journal of Media Innovations, v. 1, n. 2, p. 10-35, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.5617/jmi.v1i2.856

Publicado

2017-08-31

Como Citar

Corrêa, E. S., & Silveira, S. C. da. (2017). Proposta teórico-metodológica para a pesquisa de objetos no jornalismo. MATRIZes, 11(2), 163-182. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v11i2p163-182

Edição

Seção

Em Pauta/Agenda