A meta para a crítica da/na mídia em abordagens metacríticas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v13i2p131-153

Palavras-chave:

Crítica da mídia, comunicação, metacrítica

Resumo

A reflexão contemporânea sobre níveis distintos da crítica tem desenvolvido, a partir de perspectivas contrastantes, o conceito de metacrítica. Este artigo apresenta a possibilidade de se estabelecer uma crítica da cultura midiática por meio da metacrítica e a dificuldade peculiar em sugerir uma definição unívoca para o conceito, devido à sua multiplicidade e variabilidade, apresentando suas aplicações em diversos campos do conhecimento (especialmente a sociologia) e relacionando-o aos estudos das mídias. O texto propõe a metacrítica midiática como uma noção capaz de aglutinar análises sobre as práticas midiáticas, demonstrando sua pertinência em produções audiovisuais recentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivan Paganotti, Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas

Professor do Mestrado Profissional em Jornalismo do FIAM-FAAM Centro Universitário e doutor em Ciências da Comunicação pela USP, com estágio doutoral na Universidade do Minho (Braga/Portugal, Capes).

Rosana de Lima Soares, Universidade de São Paulo

Professora no Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais e no Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da USP. Bolsista Produtividade em Pesquisa CNPq.

Referências

Apatow, J. (Produtor), Ferrell, W. (Produtor), & McKay, A. (Produtor & Diretor). (2013). O âncora 2: tudo por um furo (Anchorman 2: the legend continues) [filme cinematográfico]. Estados Unidos: Apatow Productions, Gary Sanchez Productions.

Bakhtin, M. [Volochínov, V. N.] (2010). Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico da linguagem. São Paulo, SP: Hucitec.

Boltanski, L. (2011). On critique: a sociology of emancipation. Cambridge, Inglaterra: Polity Press, 2011.

Braga, J. L. (2006). A sociedade enfrenta sua mídia: dispositivos sociais de crítica midiática. São Paulo, SP: Paulus, 2006.

Candido, A. (2017, 12 de maio). Ouverture, Folha de S.Paulo. Recuperado de https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2017/05/1883380-leia-trecho-da-primeira-coluna-de-antonio-candido-na-folha.shtml (Artigo original publicado em 1943)

Cunha, A. G. da (2010). Dicionário etimológico da língua portuguesa. Rio de Janeiro, RJ: Lexikon.

França, V. R. V. (2014). Crítica e metacrítica: contribuição e responsabilidade das teorias da comunicação. MATRIZes, 8(2), 101-116. doi: 10.11606/issn.1982-8160.v8i2p101-116

Fuchs, C. (2010). Alternative media as critical media. European Journal of Social Theory. 13(2), 173-192. doi: 10.1177/1368431010362294

Jones, A. (Produtora), & Brooker, C. (Produtor & Criador). (2011-). Black mirror [Série televisiva]. Reino Unido: Zeppotron (2011-2013), House of Tomorrow (2014-).

Kamel, A. (Diretor responsável), & Barcellos, C. (Criador & Diretor). (2006-). Profissão Repórter [Série jornalística televisiva]. Rio de Janeiro, RJ: Rede Globo de Televisão.

Monteiro, T. L., & Cánepa, Laura L. (2018, junho). Relato crítico. Texto apresentado no XVII Encontro Anual da Compós, Belo Horizonte, MG.

Paganotti, I., & Soares, R. L. (2015). Metacrítica midiática: reflexos e reflexões das imagens em Black mirror. In R. L. Soares, & M. R. Gomes (Orgs.), Por uma crítica do visível (pp. 37-53). São Paulo, SP: ECA-USP. Recuperado de https://midiato.files.wordpress.com/2016/06/porumacriticadovisivel_midiato_selo_kritikos.pdf.

Paganotti, I., & Soares, R. L. (2017). Fabulação, reconstrução e mediação (meta)crítica no seriado Newsroom. In M. Serelle, & R. L. Soares (Orgs.), Mediações críticas: representações na cultura midiática (pp. 81-96), São Paulo, SP: ECA-USP. Recuperado de https://midiato.files.wordpress.com/2017/12/mediacoes_criticas_selo_kritikos.pdf

Poul, A. (Produtor), Rudin, S. (Produtor), & Sorkin, A. (Produtor & Criador). (2012-2014). The newsroom [Série televisiva]. Estados Unidos: HBO Entertainment.

Rancière, J. (2012). O espectador emancipado. São Paulo, SP: Martins Fontes.

Silverstone, R. (2002). Complicity and collusion in the mediation of everyday life. New Literary History, 33(4), 761-780. doi: 10.1353/nlh.2002.0045

Soares, R. L., & Paganotti, I. (2016). ‘Eu posso fazer uma pergunta pra você?’ O repórter contra a parede. In C. Barcellos, & C. Cavechini (Orgs.). Profissão Repórter 10 anos: grandes aventuras e grandes coberturas (pp. 361-377), São Paulo, SP: Planeta.

Soares, R. L., & Paganotti, I. (2018). Sob o risco da crítica: a busca pela audiência no filme Tudo por um furo. In R. de L. Soares, & G. Silva (Orgs.), Emergências periféricas em práticas midiáticas (pp. 11-25). São Paulo, SP: ECA-USP. Recuperado de https://midiato.files.wordpress.com/2018/10/emergenciasperifericas.pdf

Soares, R. L., & Silva, G. (2016). Lugares da crítica na cultura midiática. Comunicação, Mídia e Consumo, 13(37), 9-28. Recuperado de http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc/article/view/1140

Thompson, J. B. (2008). A nova visibilidade. MATRIZes, 1(2), 15-38. doi: 10.11606/issn.1982-8160.v1i2p15-38

Xavier, I. (2008). O discurso cinematográfico: opacidade e transparência (4ª. ed.). São Paulo, SP: Paz e Terra.

Publicado

2019-09-02

Como Citar

Paganotti, I., & Soares, R. de L. (2019). A meta para a crítica da/na mídia em abordagens metacríticas. MATRIZes, 13(2), 131-153. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v13i2p131-153

Edição

Seção

Em Pauta/Agenda