Olhares intrusos: reflexões e miradas sobre um mundo ch’ixi

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v15i1p299-314

Palavras-chave:

Imaginário, Mirada, Cultura visual, Sociologia das imagens

Resumo

Esse trabalho reflete sobre articulações entre imagem e imaginário através da problematização do olhar como categoria epistêmica. Diante de realidades complexas e temporalmente diversas, defende-se a contradição como condição produtiva. No percurso argumentativo, fazemos um breve incurso nas reflexões do olhar propostas por Gonzalo Abril. Em seguida, buscamos, sinteticamente, explicitar o que Cornelius Castoriadis entende por lógica conjuntista-identitária para, então, situar algumas proposições da obra de Rivera Cusicanqui. No diálogo e contraposição entre esses autores, busca-se destacar as contribuições da produção intelectual da socióloga boliviana, explorando as potências e a complexidade da sua proposta ch’ixi.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Phellipy Jácome, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor do Departamento de Comunicação Social e pesquisador permanente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Orcid: https:// orcid.org/0000-0001-6939- 7542. 

Julieta Karol Kabalin Campos, Universidad Nacional de Córdoba. Instituto de Humanidades

Professora adscripta da UNC/Argentina e bolsista do Conicet, doutoranda.

 

Bruno Souza Leal, Universidade Federal de Minas Gerais. Programa de Pós-Graduação em Comunicação

Professor titular do Departamento de Comunicação/Fafich/UFMG e pesquisador permanente do PPGCOM/UFMG, na linha de pesquisa "Textualidades midiáticas". Coordena, ao lado de Phellipy Jácome, o Núcleo de Estudos Tramas Comunicacionais: Narrativa e Experiência, tendo integrado o NUH - Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT da UFMG e os grupos de pesquisa Poéticas da Experiência e Gris/UFMG. Seus trabalhos compreendem pesquisas sobre o jornalismo, a narrativa, a homocultura, a historicidade e a televisão. Possui graduação em Comunicação Social, mestrado e doutorado em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutorado em Ciências da Comunicação pela Unisinos. Integra a Rede Historicidades dos Processos Comunicacionais. Foi presidente da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura - Abeh (2004/2006), coordenador do curso de graduação e da Especialização em Comunicação/UFMG e coordenador do PPGCOM/UFMG (biênio 2008-2010).

Referências

Abril, G. (2007). Analisis críticade textos visuales. Síntesis.

Abril, G. (2013). Cultura visual, de la semiótica a la política. Plaza y Valdés.

Alice CES. (2014, 12 de março). Conversa del mundo – Silvia Rivera Cusicanqui y Boaventura de Sousa Santos [Vídeo]. YouTube. https://bit.ly/3r6Srs1

Borsagli, A. (2016). Rios invisíveis da metrópole mineira. Clube de Autores.

Castoriadis, C. (1985). A instituição imaginária da sociedade. Paz e Terra.

Leal, B., Carvalho, C. A., & Alzamora, G. (Orgs.). (2018). Textualidades midiáticas. Selo PPGCOM/UFMG.

Rivera Cusicanqui, S. (2015). Sociologia de la imagen: Miradas ch’ixi desde la Historia andina. Tinta Limón.

Rivera Cusicanqui, S. (2016, outubro). Clausurar el pasado para inaugurar el futuro: Desandando por una calle paceña. Agenda 21 da Cultura. https://bit.ly/2Plgw0I

Rivera Cusicanqui, S. (2018). Un mundo ch’ixi es posible: Ensayos desde un presente en crisis. Tinta Limón.

Santos, B. S., & Meneses, M. P. (2009). Epistemologias do Sul. Almedina.

Starling, H. M. M. (2002). Fantasmas da cidade moderna. Margens/Márgenes, (1), 66-75. http://bit.ly/395UkPi

Zavaleta, R. (1986). Lo nacional-popular en Bolivia. Siglo XXI.

Publicado

2021-06-08

Como Citar

Jácome, P., Kabalin Campos, J. K., & Leal, B. S. . (2021). Olhares intrusos: reflexões e miradas sobre um mundo ch’ixi. MATRIZes, 15(1), 299-314. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v15i1p299-314

Edição

Seção

Em Pauta/Agenda