Comunicação, disciplina indiciária

Autores

  • José Luiz Braga Unisinos

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v1i2p73-88

Palavras-chave:

fi eld of communication, evidentiary paradigm, epistemological models, inference

Resumo

O artigo refl ete sobre a presença de estudos de caso na pesquisa comunicacional, relacionando-os ao paradigma indiciário. Explicita como características desse modelo epistemológico: o estudo de casos; a busca de indícios para percepção de fenômenos mais complexos; a distinção entre indícios essenciais e acidentais; e a articulação entre indícios para elaboração de inferências. Sobre os indícios articulados, considera a construção de modelos interpretativos em dois níveis de inferências: sobre regras internas de funcionamento do caso e sobre sua inserção em contextos de interesse do pesquisador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Luiz Braga, Unisinos

Professor titular no Programa de Pós- Graduação em Ciências da Comunicação da Unisinos (RS) desde 1999, tendo coordenado o Programa de 2002 a 2004. Doutor em Comunicação pelo Institut Français de Presse (1984). Foi pesquisador no Instituto de Pesquisas Espaciais (Projeto Saci) e professor na UFPB e na UnB. Foi Presidente da Compós, gestão 1993-95. Autor de A sociedade enfrenta sua mídia – dispositivos sociais de crítica midiática (São Paulo: Paulus, 2006) e de outros livros e artigos acadêmicos na área da comunicação. jlbraga@via-rs.net

Publicado

2008-04-15

Como Citar

Braga, J. L. (2008). Comunicação, disciplina indiciária. MATRIZes, 1(2), 73-88. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v1i2p73-88

Edição

Seção

Dossiê