Por uma economia política do rádio musical – articulações entre as indústrias da música e da radiodifusão sonora

Autores

  • Marcelo Kischinhevsky Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v5i1p247-258

Palavras-chave:

Rádio, FM, música, Economia Política da Comunicação e da Cultura

Resumo

O artigo propõe uma abordagem crítica do rádio em Frequência Modulada, analisando particularmente redes de emissoras que têm programação majoritariamente constituída por música pop. O objetivo é explorar as possibilidades teóricas oferecidas pela Economia Política da Comunicação e da Cultura na investigação das articulações entre as indústrias da música e da radiodifusão sonora, em tempos de reconfiguração do mercado fonográfico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Kischinhevsky, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Professor do Departamento de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade de Comunicação Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FCS/UERJ), é jornalista e doutor em Comunicação e Cultura pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ)

Publicado

2011-12-15

Como Citar

Kischinhevsky, M. (2011). Por uma economia política do rádio musical – articulações entre as indústrias da música e da radiodifusão sonora. MATRIZes, 5(1), 247-258. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v5i1p247-258

Edição

Seção

Em Pauta/Agenda