[1]
O. Rincón, “Mutações bastardas da comunicação”, Matrizes, vol. 12, nº 1, p. 65-78, maio 2018.