A NOÇÃO DE FELICIDADE EM HELVÉTIUS

Autores

  • Camila Sant'Ana Vieira Ferraz Milek UFPR

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-3976.v3i6p44-52

Palavras-chave:

Helvétius, felicidade, virtude

Resumo

Por meio dos textos Le vrai sens Du Systéme de La Nature, De l’Homme e o poema Le Bonheur, delinearemos a definição de Helvétius da noção de felicidade. Julgamos tal investigação relevante, pois, a felicidade é vista por Helvétius como o fim que cada um dos homens busca atingir e consequentemente, a felicidade de seus componentes deve ser a finalidade de todas as nações. A felicidade colocada nas obras de Helvétius parte das atividades cotidianas, mas pretende atingir as concepções morais, já que a virtude é definida como o desejo da felicidade geral. Por isso, compreender o papel da análise sobre o que constitui a felicidade auxilia um dos questionamentos principais a ser colocados à obra do autor, a saber, como é possível a ligação entre o alcance da felicidade no âmbito individual sem o detrimento da felicidade no âmbito geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DELVAILLE, J. Essai sur l'histoire de l'idée de progrès jusqu'à la fin du XVIIIe siècle : thèse présentée à la Faculté des lettres de l'Université de Paris. 1910.

EHRARD, J., L'idée de nature en France à l'aube des Lumières, Paris, Flammarion, 1970.

HELVÉTIUS, C-A. De l'Homme. Paris: Fayard. 1989.

_______________. Le Bonheur. in Oeuvres completes de M. Helvetius . Tome premier [-quatrieme]. 1777a.

_______________. Le vrai sens du Systéme de la nature in Oeuvres completes de M. Helvetius . Tome premier [-quatrieme]. 1777b.

STAROBINSKI, J. A invenção da liberdade 1700-1789. São Paulo: Edunesp, 1994.

Downloads

Publicado

2015-09-23

Como Citar

Ferraz Milek, C. S. V. (2015). A NOÇÃO DE FELICIDADE EM HELVÉTIUS. Non Plus, 3(6), 44-52. https://doi.org/10.11606/issn.2316-3976.v3i6p44-52

Edição

Seção

DOSSIÊ