Processos de criação em dublagem

Autores

  • Robson Kumode Wodevotzky Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
  • Norval Baitello Jr. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2020.163697

Palavras-chave:

Dublagem, Processos de criação, Repetição, Iconofagia, Imagem sonora

Resumo

Dublagem é a substituição de diálogos da faixa sonora original pela voz de atores (dubladores) em outro idioma, que pretendem sincronizar o novo som na imagem pré-existente sem que haja alteração na construção de sentido da obra. O presente artigo procura cartografar os elementos constitutivos dos processos de criação do dublador e introduzir uma reflexão sobre a dinâmica de repetição do intérprete, em seus aspectos formais e imaginativos, sob a luz dos processos de preparação do ator de Constantin Stanislavski, da teoria da imagemde Norval Baitello Jr. e do conceito de repetição trabalhado por Sören Kierkegaard.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Robson Kumode Wodevotzky, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Doutorando e mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, e bacharel em Rádio e TV pela Universidade Anhembi Morumbi. É ator, dublador e diretor de dublagem.

Norval Baitello Jr., Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Docente titular na Pós-graduação em Comunicação e Semiótica da PUC-SP. Foi professor convidado das Universidades de Viena, Sevilha, S. Petersburg, Autónoma de Barcelona e Évora. Livros mais recentes: La era de la Iconofagia, Flussers völlerei e O pensamento sentado: Sobre glúteos cadeiras e imagens. De 2007 a 2016 foi coordenador da área de Comunicação e Ciência da Informação da Fapesp.

Referências

ARTIGUES, B. P.; ROBERTS, E. A. Diccionario Etimológico Indoeuropeo de la Lengua Española. Madrid: Alianza Editorial, 2019.
BAITELLO, Norval. A era da iconofagia. São Paulo: Paulus, 2014.
BELTING, H. Antropologia da imagem: para uma ciência da imagem. Lisboa: KKYM + EAUM, 2014.
BRANDÃO, Junito de Souza. Mitologia grega: vol. II. Petrópolis: Vozes, 1987.
EIBL-EIBESFELDT, Irenäus. El hombre preprogramado. Madrid: Alianza, 1983.
FLUSSER, V. A escrita: há futuro para a escrita?. São Paulo: Annablume, 2010.
FLUSSER, V. O mundo codificado. São Paulo: Cosac Naify, 2013.
HEISE, C. G. Persönliche Erinnerungen an Aby Warburg. Wiesbaden: Harassowitz Verlag, 2005.
KIERKEGAARD, Sören. A Repetição. Lisboa: Relógio D’Água, 2009.
STANISLAVSKI, C. A preparação do ator. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1996.
STANISLAVSKI, C. El trabajo del actor sobre si mismo em el proceso creador de la encarnación. Argentina: Quetzal, 1997a.
STANISLAVSKI, C. Manual do ator. São Paulo: Martins Fontes, 1997b.
ZARATIN, T. N. Comunicação verbal: educação vocal: o teatro: fonte e apoio. São Paulo: Paulus, 2010.

Downloads

Publicado

2020-07-10

Como Citar

Wodevotzky, R. K., & Baitello Jr., N. (2020). Processos de criação em dublagem. Novos Olhares, 9(1), 173-184. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2020.163697

Edição

Seção

ARTIGOS