Do culturalismo conservador à crítica da mídia: questões de comunicação no pensamento de Jessé Souza

Autores

  • Márcio Serelle Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2021.185290

Palavras-chave:

Culturalismo conservador, Crítica midiática, Jessé Souza – sociólogo brasileiro

Resumo

Este artigo objetiva debater questões comunicacionais presentes na obra de Jessé Souza que se referem à contribuição da mídia para propagação e consolidação do que o sociólogo denomina “culturalismo conservador”. Essa expressão designa criticamente o pensamento social brasileiro que forjou um mito da brasilidade definido a partir de traços como miscigenação, emotividade e confiança interpessoal. A afirmação desse imaginário resultou na escamoteação de conflitos raciais e de classe e na ativação de um contraponto estadunidense idealizado, que afirma nossa inferioridade como povo e nação. Pretende-se, neste artigo, ressaltar a complexidade das interações midiáticas no processo de propagação e consolidação dessa ideia-força. Objetiva-se refletir sobre o papel das instâncias de sociabilidade na produção de sentido e os aspectos assimétricos da mediação. O intuito é articular dois campos disciplinares para proposição de questões que facultem uma crítica social mais integral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Serelle, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Professor doutor dos programas de Pós-Graduação em Comunicação Social e em Letras, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), com pósdoutorado na University of Queensland,
Austrália. Pesquisador do CNPq.

Referências

Abramo, P. (2016). Padrões de manipulação na grande imprensa. Fundação Perseu Abramo.

DaMatta, R. (1981). Carnavais, malandros e heróis. Zahar.

DaMatta, R. (1991). A casa e a rua. Guanabara Koogan.

Dardot, P.; & Laval, C. (2016). A nova razão do mundo. Boitempo.

Eco, U. (1994). Seis passeios pelos bosques da ficção. Companhia das Letras.

Faoro, R. (1984). Os donos do poder. Globo.

Freyre, G. (1990). Casa-grande & senzala. Record.

Ginzburg, C. (1998). O queijo e os vermes. Companhia das Letras.

Holanda, S. B. (1995). Raízes do Brasil. Companhia das Letras.

Honneth, A. (2003). Luta por reconhecimento. 34.

Inglis, F. (2012). Breve história das celebridades. Versal.

Lemgruber, J; Cano, I.; & Musumeci, L. (2017). Olho por olho? O que pensam os cariocas sobre “bandido bom é bandido morto”. Cesec.

Martín-Barbero, J. (1997). Dos meios às mediações. Ed. UFRJ.

Serelle, M. (2018). O culturalismo conservador em Narcos. Comunicação, mídia e consumo, 15(42), 118-137. http://dx.doi.org/10.18568/cmc.v15i42.1495

Silverstone, R. (2002). Complicity and collusion in the mediation of everyday life. New Literary History. 33(4), 761-780. http://dx.doi.org/10.1353/nlh.2002.0045

Souza, J. (2000). A modernização seletiva. Ed. UNB.

Souza, J. (2015). A tolice da inteligência brasileira. Leya.

Souza, J. (2012). Os batalhadores brasileiros. Editora UFMG.

Souza, J. (2016). A radiografia do golpe. Leya.

Souza, J. (2018a). A classe média no espelho. Estação Brasil.

Souza, J. (2018b). A ralé brasileira (3ª. ed.). Contracorrente.

Souza, J. (2018c). Subcidadania brasileira. Leya.

Taylor, C. (2004). Modern social imaginaries. Duke University Press.

Viggiano, M. F. I. (2019). O golpe midiático no golpe: o discurso de instrumentalização nos jornais Folha de S.Paulo, O Globo e O Tempo e o impeachment da presidente Dilma Rousseff (Tese de doutorado, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais). Biblioeteca Digital de Teses Dissertações da PUC-Minas. http://www.biblioteca.pucminas.br/teses/Letras_MarioFranciscoIanniViggiano_7830.pdf

Williams, R. (2011). O futuro dos Estudos Culturais. In R. Williams, Política do modernismo (pp. 171-187). Editora Unesp.

Williams, R. (2015). A cultura é algo comum. In R. Williams, Recursos da esperança (pp. 3-28). Editora Unesp.

Obras audiovisuais

Padilha, J., Prado, M. (Produtores Executivos). (2018-presente). O mecanismo [Série de TV]. Netflix.

Todd, P. (Diretor). (2019). Coringa. [Filme]. Warner Bros. Pictures.

Downloads

Publicado

2021-07-30

Como Citar

Serelle, M. (2021). Do culturalismo conservador à crítica da mídia: questões de comunicação no pensamento de Jessé Souza. Novos Olhares, 10(1), 6-14. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2021.185290

Edição

Seção

ARTIGOS

Dados de financiamento