Autor e intérprete: a adaptação de Triste fim de Policarpo Quaresma para o teatro

  • Edilson Dias Moura Universidade de São Paulo
  • Phabulo Mendes de Sousa Universidade Estadual Paulista
Palavras-chave: Contemporaneidade, Arte, Riso carnavalesco.

Resumo

O presente ensaio procura fazer uma reflexão sobre a adaptação do romance Triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto (1881-1922), para o teatro por Antunes Filho, segundo noções contemporâneas de arte e, em termos de gênero, sobre a teoria do riso carnavalesco por Bakhtin.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edilson Dias Moura, Universidade de São Paulo
Mestre e doutorando na área de Literatura Brasileira do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.
Phabulo Mendes de Sousa, Universidade Estadual Paulista
Mestre em Letras, na área de Literatura Portuguesa do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e doutorando no Instituto de Artes da Unesp.
Publicado
2016-08-15
Como Citar
Moura, E., & Sousa, P. (2016). Autor e intérprete: a adaptação de Triste fim de Policarpo Quaresma para o teatro. Opiniães, 5(8), 36-51. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2016.118938