Drummond: uma poética entre e por aporias

  • Elisa Domingues Coelho FCLAr/UNESP
Palavras-chave: literatura brasileira, modernismo, poesia

Resumo

A busca pela poesia que escapa à escrita, tema de tantos poemas de Carlos Drummond de Andrade, revela não ser apenas um tema transversal de sua obra, mas o princípio de funcionamento na mesma, que se cria labirinticamente a partir da reflexão sobre o caos moderno. Sua poética, portanto, não é uma lírica do cotidiano, que retira do mais ordinário acontecimento a poesia da vida, como a de Manuel Bandeira, ela vive da incompreensão e da aparente insolubilidade do presente caótico e desumano. A partir da análise feita por Antonio Candido em “Inquietudes na Poesia de Drummond” e Davi Arrigucci Júnior em Coração Partido, vemos como a obra do poeta se movimenta entre os impasses da própria literatura no mundo moderno. Se é a expressão da sua incompreensão e perplexidade diante dos acontecimentos, é também uma preocupação de responder ao tempo presente, como expresso por Mário de Andrade em “O movimento modernista”. É, então, uma lírica que se cria tal qual o Áporo, debatendo-se entre impasses, fazendo do bloqueio seu princípio poético e é na insolubilidade, na ausência de qualquer esperança que o inseto se metamorfoseia em flor e o caos se faz poesia.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisa Domingues Coelho, FCLAr/UNESP
Doutoranda em Estudos Literários

Referências

ANDRADE, Mário de. Aspectos da Literatura Brasileira. São Paulo: Martins, s/d.;

ARRIGUCCI JR., Davi. Coração Partido. São Paulo: Cosac & Naif, 2002.;

CANDIDO, Antonio. Vários Escritos. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2011.

DRUMMOND, Carlos de. Acordar, viver. Disponível em: http://www.jornaldepoesia.jor.br/drumm.html#acordar Acesso em: 11/02/2018.

______. A rosa do povo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

_____. 100 poemas: Carlos Drummond de Andrade. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.

Publicado
2018-07-29
Como Citar
Coelho, E. (2018). Drummond: uma poética entre e por aporias. Opiniães, (12), 90-103. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2018.143338