Ideologias subterrâneas, mitologias pessoais: a disputa narrativa em Lavoura arcaica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2020.171031

Palavras-chave:

Ideologia, Disputa, Lavoura arcaica, Raduan Nassar

Resumo

Este artigo investiga as disputas ideológicas do romance Lavoura arcaica (1975), de Raduan Nassar. Analisa-se como a divergência dos discursos familiares estabelece a gênese da oposição do filho pródigo ao pai autoritário, observando as falas apagadas pela univocidade paterna. Esses ideários outros são associadas ao avô e à mãe, posicionamentos cuja sobrevivência contraria os anseios patriarcais de consolidar uma versão oficial da mitologia familiar, a qual recusa um conhecimento que não se constitua pela palavra-norma, pregada pelo patriarca. Subterraneamente, avô e mãe participam da formação gauche do narrador quando o ensinam a conhecer pela experiência, pela entrega do corpo e dos sentidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Ayumi Enabe, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Cláudia Ayumi Enabe é graduanda em Letras, com habilitação em Português e Linguística, na Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), onde realizou iniciação científica junto à área de Literatura Brasileira, com bolsa concedida pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (2018/08950-1), sobre o romance Lavoura arcaica, de Raduan Nassar.

Referências

ABATI, Hugo M. F. Da Lavoura arcaica: fortuna crítica, análise e interpretação da obra de Raduan Nassar. 1999. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários) – Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1999. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/24282. Acesso em 16 jul. 2019.

AUTHIER-REVUZ, Jacqueline. Heterogeneidade(s) enunciativa(s). Cadernos de estudos linguísticos, Campinas, n. 19, p. 25-42, nov. 2012. Tradução de Celene M. Cruz e João Wanderley Geraldi. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8636824. Acesso em: 16 abr. 2020.

AZEVEDO, Estevão Andozia. O corpo erótico das palavras: um estudo da obra de Raduan Nassar. 2015. Dissertação (Mestrado em Literatura Brasileira) – Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8149/tde-28012016-120821/pt-br.php. Acesso em: 16 abr. 2020.

BENJAMIN, Walter. O narrador. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Tradução de Sérgio Paulo Rouanet. Obras escolhidas, vol. 1. São Paulo: Brasiliense, 2016.

HATOUM, Milton. Confluências. In: Cadernos de literatura brasileira: Raduan Nassar, p. 19-21. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2001.

INSTITUTO MOREIRA SALLES. Cadernos de literatura brasileira: Raduan Nassar. São Paulo, 2001.

LEMOS, Maria José Cardoso. Une poétique de l’intertextualité: Raduan Nassar ou la littérature comme écriture infinie. 2004. Tese (Doutorado em Estudos Lusófonos-Literatura Brasileira). Estudos Ibéricos e Latino-Americanos, Université Sorbonne Nouvelle, Paris III, Paris, 2004.

LUKÁCS, Georg. A teoria do romance. Tradução de José Marcos Mariani. São Paulo: Editora 34, 2012.

NASSAR, Raduan. Lavoura arcaica. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Da cólera ao silêncio. In: Cadernos de literatura brasileira: Raduan Nassar, pp. 61-77. São Paulo: Instituo Moreira Salles, 2001.

RANCIÈRE, Jacques. O inconsciente estético. Tradução de Mônica Costa Netto. São Paulo: Editora 34, 2009.

SEDLMAYER-PINTO, Sabrina. Ao lado esquerdo do pai. Belo Horizonte: Editora da Universidade Federal de Minas Gerais, 1997. Disponível em: http://www.letras.ufmg.br/site/e-livros/Ao%20Lado%20Esquerdo%20do%20Pai.pdf. Acesso em: 16 fev. 2020.

RODRIGUES, André Luis. Ritos da paixão em Lavoura arcaica. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.

Downloads

Publicado

2020-12-20

Como Citar

Enabe, C. A. (2020). Ideologias subterrâneas, mitologias pessoais: a disputa narrativa em Lavoura arcaica. Opiniães, (17), 536-555. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2020.171031

Dados de financiamento