Exclusão da feminilidade como mecanismo de destruição em Crônica da casa assassinada

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2020.175271

Palavras-chave:

Crônica da casa assassinada, Lúcio Cardoso, Feminilidade

Resumo

A marca da destruição, indicada no título do romance Crônica da casa assassinada, de Lúcio Cardoso, é operada em torno principalmente de Nina e Ana, mas uma leitura atenta percebe o mesmo mecanismo dirigido a Timóteo, Betty, Maria Sinhá e à própria casa. O que une todas essas personagens é a potência de transgressão, de destruição e de questionamento que afeta sobremaneira Demétrio. Neste artigo, vamos centrar a análise da feminilidade por meio dessa figura e sua tentativa de exclusão do outro. As confluências com a psicanálise de Freud nos auxiliam na leitura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizabeth da Penha Cardoso, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Professora doutora do Programa de Estudos Pós-graduados em Literatura e Crítica Literária da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP.

Referências

BRANDÃO, Ruth Silviano. Mulher ao pé da letra: a personagem feminina na literatura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.

CARDOSO, Elizabeth. Feminilidade e transgressão. Uma leitura da prosa de Lúcio Cardoso. São Paulo: Fapesp/Humanitas, 2013.

CARDOSO, Lúcio. Crônica da casa assassinada. 2. ed. crítica rev. coord. por Mario Carelli. Madrid; Paris; México; Buenos Aires; São Paulo; Rio de Janeiro; Lima, ALLCA XX, 1996. (Col. Archivos, 18).

CARDOSO, Lúcio. Inácio, O enfeitiçado e Baltazar. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

CARELLI, Mario. Corcel de fogo. Vida e obra de Lúcio Cardoso (1912-1968). Rio de Janeiro: Guanabara, 1988.

FREUD, Sigmund. ESB – Edição Standard Brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Traduzido do alemão e do inglês sob a direção geral de Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 1996.

FREYRE, Gilberto. Modos de homem & modas de mulher. São Paulo: Global Editora, 2009.

FURTADO, Celso. Formação econômica do Brasil. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1999.

MELLO E SOUZA, Gilda de. O espírito das roupas: a moda no século dezenove. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

PERROT, Michelle. As mulheres, ou, Os silêncios da história. Tradução de Viviane Ribeiro. Bauru (SP): Edusc, 2005.

Downloads

Publicado

2020-12-20

Como Citar

Cardoso, E. da P. (2020). Exclusão da feminilidade como mecanismo de destruição em Crônica da casa assassinada. Opiniães, (17), 89-103. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2020.175271