[1]
J. de A. Beraldo, “Um útero como máquina performática: uma leitura de Um útero é do tamanho de um punho no mundo”, Opiniães, nº 16, p. 89-105, jul. 2020.