Relações Públicas: o futuro da atividade é o futuro da profissão?

Autores

  • Márcio Simeone Henriques Universidade Federal de Minas Gerais. Departamento de Comunicação Social

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2009.139015

Palavras-chave:

Relações Públicas. Profissão. Deontologia.

Resumo

As atividades de Relações Públicas têm ampliado significativamente, nos últimos anos, o seu escopo e a sua inserção nas mais diversas instituições. No entanto, os dilemas vividos pelos profissionais com frequência apontam o fracasso na constituição dessas atividades como uma profissão ou, pelo menos, a necessidade de reformar os seus estatutos. As principais questões que cercam esses dilemas exigem visão mais ampla e mais profunda, tomando por base os pilares sobre os quais o estatuto deontológico e disciplinar da profissão foi proposto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Simeone Henriques, Universidade Federal de Minas Gerais. Departamento de Comunicação Social

Doutor em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor do Departamento de Comunicação Social da UFMG

Downloads

Publicado

2009-12-18

Como Citar

HENRIQUES, M. S. Relações Públicas: o futuro da atividade é o futuro da profissão?. Organicom, [S. l.], v. 6, n. 10-11, p. 128-133, 2009. DOI: 10.11606/issn.2238-2593.organicom.2009.139015. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/139015. Acesso em: 5 out. 2022.