A construção da proximidade na comunicação pública: mídia social e a ruptura da impessoalidade

Autores

  • Márcio Simeone Henriques Universidade Federal de Minas Gerais. Departamento de Comunicação Social. Pós-Graduação em Comunicação Social
  • Lidiane Ferreira Sant'Ana

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2015.139270

Palavras-chave:

Comunicação organizacional. Comunicação pública. Mídias sociais. Engajamento.

Resumo

Discute-se o uso da internet na comunicação pública, com base no caso da Prefeitura de Curitiba. Analisa-se a mídia socialgerida pelo governo local como meio de aproximação com a sociedade, em suas possibilidades e limites. Em visão comparativacom órgãos semelhantes no Brasil e no exterior, busca-se entender como uma instituição burocrática e impessoal constróiuma identidade e conquista espaço de fala em um meio de comunicação cuja principal característica é a proximidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Simeone Henriques, Universidade Federal de Minas Gerais. Departamento de Comunicação Social. Pós-Graduação em Comunicação Social

Pós-doutor pela Universidade Nova de Lisboa, Portugal. Doutor em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor adjunto do Departamento de Comunicação Social e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da UFMG.

Lidiane Ferreira Sant'Ana

Mestre em Comunicação Social – Interações Midiáticas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas). Especialista em Jornalismo: práticas contemporâneas pela PUC-Minas. Graduada em Relações Públicas.

Downloads

Publicado

2015-06-16