Entre a disputa e a coprodução: a imagem do Exército Brasileiro no Complexo da Maré

Autores

  • Ana Paula da Rosa Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Bruno Garcia Vinhola

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2016.139314

Palavras-chave:

Midiatização. Circulação. Imagem. Exército brasileiro.

Resumo

Entre 2014 e 2015, as Forças Armadas estiveram envolvidas na operação de pacificação do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Tal acontecimento configura uma atmosfera tensional que oferece condições para um embate por produção de sentido. De um lado, a instituição não midiática Exército, de outro, as instituições jornalísticas, produzindo discursos e imagens sobre o fato. No entanto, um terceiro elemento agrega-se a esta paisagem circulatória, os atores sociais, que também passam a produzir e elaborar a pacificação nos dispositivos midiáticos a que têm acesso. Partindo dos conceitos de midiatização e circulação, tem-se aí configurada uma disputa. Assim, investiga-se o processo de construção da imagem do Exército durante a operação, com base nas materialidades coletadas referentes ao período da ocupação do Complexo da Maré. Ao final, a correlação desses indícios revela elementos além da disputa, o que torna ainda mais complexa a circulação imagética midiatizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula da Rosa, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Mestre em Comunicação e Linguagens pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). Graduada em Jornalismo pela Universidade de Passo Fundo (UPF). Docente e pesquisadora no PPG em Ciências da Comunicação da Unisinos, na linha de pesquisa Midiatização e Processos Sociais. Atuou como professora na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Bruno Garcia Vinhola

Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Especialista em Planejamento da Comunicação e Gestão de Crises pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Graduado em Jornalismo pelo Centro Universitário Metodista IPA, de Porto Alegre.

Downloads

Publicado

2016-06-11