Teorias da comunicação, transferência do conhecimento e implicações na subserviência dos sujeitos nas organizações

Autores

  • Fábia Pereira Lima Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2018.150575

Palavras-chave:

Teorias da comunicação, Transferência do conhecimento, Gestão do conhecimento, Análise crítica do discurso

Resumo

Este artigo reflete sobre estudos de transferência de conhecimento nas organizações, denunciando como certas concepções podem encobrir postulados que coisificam o homem e abrem caminho para a naturalização de correntes teóricas e práticas de subserviência ao modelo produtivo capitalista, que são reproduzidas e integram a cultura organizacional. O artigo defende que os estudos de comunicação organizacional podem e devem contribuir para desconstruir premissas que integrem a sutil rede de violências simbólicas que pautam relações sociais, objetos de pesquisa e práticas organizacionais.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábia Pereira Lima, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

• Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP)
• Mestre em Comunicação Social: Interações Midiáticas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)
• Especialista em Gestão Estratégica de Marketing pela PUC Minas
• Graduada em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas pela PUC Minas
• Professora adjunta do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
• Integrante dos Grupos de Pesquisa Comunicação, Mobilização Social e Opinião Pública – Mobiliza (UFMG) e Comunicação no Contexto Organizacional: Aspectos Teórico-Conceituais – Dialorg (PUC Minas)

Downloads

Publicado

2018-09-25