Identificação e ativação de circuitos comunicacionais como estratégia de relacionamento entre marcas e seus stakeholders

Autores

  • Eric de Carvalho Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2019.160523

Palavras-chave:

Comunicação Organizacional, Circuitos Comunicacionais, Stakeholders, Mediações, Inovação

Resumo

O artigo propõe uma estratégia de inovação no relacionamento entre marcas e seus stakeholders por meio de um protocolo de identificação e ativação de circuitos comunicacionais entre as organizações e seus públicos. A construção desse protocolo considera a teoria das mediações em diálogo com a perspectiva da midiatização, propondo uma metodologia que orienta estudos de mercado que alinham valores de marca com matrizes culturais de seus públicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eric de Carvalho, Universidade de São Paulo

Doutor pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) na área de Estudo dos Meios e da Produção Mediática, seguindo a linha de pesquisa de Consumo e Usos Midiáticos nas Práticas Sociais.

Referências

BRAGA, José Luiz. Sobre “mediatização” como processo interacional de referência. In:

Encontro Nacional da Compós, 15., 2006a, Bauru. Anais […]. Bauru: PPGCOM-Unesp/Compós, 2006a. p.1-16. Disponível em: http://bit.ly/36RRVF0. Acesso em: 19 jul. 2015.

BRAGA, José Luiz. A sociedade enfrenta sua mídia: dispositivos sociais de crítica midiática. São Paulo: Paulus, 2006b.

CASAQUI, Vander. Por uma teoria da publicização: transformações no processo publicitário. Revista Significação, São Paulo, v. 38, n. 36, p. 131-151, 2011. doi: 10.11606/issn.2316-7114.sig.2011.70935.

ESCOSTEGUY, Ana Carolina; JACKS, Nilda. Comunicação e recepção. São Paulo: Hacker, 2005.

FAUSTO NETO, Antônio. Fragmentos de uma analítica da midiatização. Matrizes, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 89-105, 2008. doi: 10.11606/issn.1982-8160.v1i2p89-105.

GARCIA CANCLINI, Nestor. Consumidores e cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. 5. ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2005.

GARCIA CANCLINI, Nestor. El consumo cultural en México. México: Grijalbo, 1993.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 10. ed. Rio de janeiro: DP&A, 2005.

HEPP, Andreas. Mediatization, Media Technologies and the “Moulding Forces” of the Media. In: International Communication Association Annual Conference, Boston, 2011. Anais […]. Boston: ICA, 2011. p. 1-23.

HEPP, Andreas. As configurações comunicativas de mundos midiatizados: pesquisa da midiatização na era da “mediação de tudo”. Matrizes, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 45-64, 2014. doi: 10.11606/issn.1982-8160.v8i1p45-64.

HJARVARD, Stig. Midiatização: teorizando a mídia como agente de mudança social e cultural. Matrizes, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 53-92, 2012. doi: 10.11606/issn.1982-8160.v5i2p53-91.

HJARVARD, Stig. Midiatização: conceituando a mudança social e cultural. Matrizes, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 21-44, 2014. doi: 10.11606/issn.1982-8160.v8i1p21-44.

JENKINS, Henry; GREEN, Joshua; FORD, Sam. A cultura da conexão: criando valor e significado por meio da mídia propagável. São Paulo: Aleph, 2014.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. 5. ed. São Paulo: Summus, 2003.

LOPES, Maria Immacolata Vassallo. Mediação e recepção. Algumas conexões teóricas e metodológicas nos estudos latino-americanos de comunicação. Matrizes, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 21-44, 2014. doi: 10.11606/issn.1982-8160.v8i1p65-80.

MAGNANI, José Guilherme; TORRES, Lilian de Lucca (org.). Na Metrópole: textos de Antropologia Urbana. São Paulo: Edusp, 1996.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. 5. ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2008.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. De los medios a las mediaciones. Barcelona: Anthropos, 2010.

MATTOS, Maria Ângela; JANOTTI JÚNIOR, Jeder; JACKS, Nilda (org.). Mediação & mediatização. Salvador: EDUFBA; Brasília: Compós, 2012.

SHIMP, Terence. Propaganda e promoção: comunicação integrada de marketing. Porto Alegre: Bookman, 2009.

TOALDO, Mariângela Machado; JACKS, Nilda. Consumo midiático: uma especificidade do consumo cultural, uma antessala para os estudos de recepção. In: Encontro Anual da Compós, 21., Salvador, 2013. Anais […]. Salvador: PPGCOM/UFBA/Compós, 2013. p. 9. Disponível em: http://bit.ly/35QeiJv. Acesso em: 7 fev. 2019.

TRINDADE, Eneus. Mediatização em processos promocionais de ativação das marcas: perspectivas da publicidade. In: Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste, 15., Mossoró, 2013. Anais […]. Mossoró: Intercom/ UERN, 2013. p. 1-13. Disponível em: http://bit.ly/2TkkqqE. Acesso em: 20 jun. 2019.

TRINDADE, Eneus. Mediações e Midiatizações do Consumo. In: Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 37., Foz do Iguaçu, 2014. Anais […]. Foz do Iguaçu: Intercom/Unicentro. 2014. p. 1-15. Disponível em: http://bit.ly/371dqD2. Acesso em: 20 jun. 2019.

TRINDADE, Eneus; PEREZ, Clotilde. Rituais de consumo: dispositivos midiáticos de articulação de vínculos de sentidos entre marcas e consumidores. In: Seminário Internacional Imagens da Cultura: cultura das imagens, 9., São Paulo, 2013. Anais […]. São Paulo: ECA/USP, 2013. p. 1-19.

TRINDADE, Eneus; PEREZ, Clotilde. Os rituais de consumo como dispositivos midiáticos para a construção de vínculos entre marcas e consumidores. Alceu, Rio de Janeiro, v. 15, n. 29, p. 157-171, 2014.

Downloads

Publicado

2019-12-20