As contribuições da economia da confiança para o empreendedorismo a partir das tecnologias digitais de comunicação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2019.160549

Palavras-chave:

Economia da Confiança, Empreendedorismo, Tecnologias Digitais de Comunicação

Resumo

A partir de uma pesquisa sobre a chamada economia da confiança, este trabalho tem como objetivo identificar e analisar de que forma seus três eixos – dinâmica entre pares, confiança entre desconhecidos e abundância de recursos – podem orientar a experiência empreendedora contemporaneamente. Apoiando-se em revisão bibliográfica, discutiremos o empreendedorismo atualmente a partir de sua interface com as tecnologias digitais de comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ramon Bezerra Costa, Universidade Federal do Maranhão

• Doutor em Comunicação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj)
• Mestre em Comunicação pela Uerj
• Professor do Departamento de Comunicação Social e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

Larissa Leda Fonseca Rocha, Universidade Federal do Maranhão

• Pesquisadora de pós-doutorado na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), no Centro de Estudos de Telenovela (CETVN)
• Doutora em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)
• Mestre em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF)
• Professora Adjunta do Departamento de Comunicação Social da UFMA

Referências

ARCOVERDE, Letícia. Brasileiros confiam mais no empregador do que no governo e no mercado. Valor Econômico, São Paulo, 21 jan. 2019. Disponível em: https://glo.bo/2Dp1iPj. Acesso em: 30 jul. 2019.

BENKLER, Yochai. Sharing Nicely: on shareable goods and the emergence of sharing as a modality of economic production. The Yale Law Journal, New Haven, v. 114, p. 273-358, 2004.

BOLTANSKI, Luc; CHIAPELLO, Ève. O novo espírito do capitalismo. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009.

BOTSMAN, Rachel; ROGERS, Roo. O que é meu é seu: como o consumo colaborativo vai mudar o nosso mundo. Porto Alegre: Bookman, 2011.

BRASIL teve 2º melhor desempenho em empreendedorismo em 2018. Agência Brasil, Brasília, DF, 26 fev. 2019. Disponível em: https://bit.ly/2OJ9Vt2. Acesso em: 23 set. 2019.

CALLON, Michel. Por uma nova abordagem da ciência, da inovação e do mercado: o papel das redes sociotécnicas. In: PARENTE, André (org.). Tramas da rede: novas dimensões filosóficas, estéticas e políticas da comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2010. p. 64-79.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CASTRO, Mariana. Empreendedorismo criativo: como a nova geração de empreendedores brasileiros está revolucionando a forma de pensar conhecimento, criatividade e inovação. São Paulo: Portfolio-Penguin, 2014.

COSTA, Ramon Bezerra. Economia da confiança: comunicação, tecnologia e vinculação social. Curitiba: Appris, 2018.

DIAMANDIS, Peter H.; KOTLER, Steven. Abundância: o futuro é melhor do que você imagina. São Paulo: HSM, 2012.

FONTANA, Guilherme. Motoristas de aplicativos Uber e 99 fazem greve por lucros maiores. G1, [s. l.], 8 maio 2019. Disponível em: https://glo.bo/2OQ9WeU. Acesso em: 24 jul. 2019.

FOUCAULT, Michel. Ética, sexualidade, política. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010. (Coleção Ditos e Escritos, 5).

FUKUYAMA, Francis. Confiança: as virtudes sociais e a criação da prosperidade. Rio de Janeiro: Rocco, 1996

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: Ed. Unesp, 1991.

IBGE | Cidades@ | São Paulo | São Paulo | Panorama. IBGE, Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: https://bit.ly/2XZKcB8. Acesso em: 21 jul. 2019.

MACHADO, Leandro. Dormir na rua, pedalar 30 km e trabalhar 12 horas por dia: a rotina dos entregadores de aplicativos. BBC News Brasil, São Paulo, 22 maio 2019. Disponível em: https://bit.ly/2Dou5n1. Acesso em: 21 jul. 2019.

MALINI, Fábio; ANTOUN, Henrique. A internet e a rua: ciberativismo e mobilização nas redes sociais. Porto Alegre: Sulina, 2013.

P2P FOUNDATION. Synthetic overview of the collaborative economy. [Amsterdam]: P2P Foundation: Orange Labs, 2012.

RIFKIN, Jeremy. A era do acesso. São Paulo: Makron Books, 2001.

RIFKIN, Jeremy. A Terceira Revolução Industrial: como o poder lateral está transformando a energia, a economia e o mundo. São Paulo: Makron Books, 2012.

RIFKIN, Jeremy. Sociedade com custo marginal zero: a internet das coisas, os bens comuns colaborativos e o eclipse do capitalismo. São Paulo: Makron Books, 2016.

ROBBINS, Lionel. An essay on the nature and significance of economic science. London: Macmillan, 1945.

SANTAELLA, Lucia. Comunicação ubíqua: repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus, 2013.

SCHOLZ, Trebor. Platform cooperativism: challenging the corporate sharing economy. New York: Rosa Luxemburg Stiftung, 2016.

SENNETT, Richard. A corrosão do caráter: consequências pessoais do trabalho no novo capitalismo. Rio de Janeiro: Record, 2012.

SIMMEL, Georg. The philosophy of money. London: Routledge, 2004.

TAPSCOTT, Don; WILLIAMS, Anthony D. Wikinomics: how the mass collaboration changes everything. [New York]: Portfolio-Penguin, 2010.

VAN DER ZEE, Renate. The ‘Airbnb effect’: is it real, and what is it doing to a city like Amsterdam? The Guardian, Amsterdam, 6 Oct. 2016. Disponível em: https://bit.ly/35JbYEt. Acesso em: 21 jul. 2019.

WORLD ECONOMIC FORUM. Towards a Reskilling Revolution: a future of jobs for all. Genève: WEF, 2018.

Downloads

Publicado

2019-12-20