Interesses e requisitos da participação em cooperativas de café da Costa Rica

Autores

  • Lisbeth Araya Jiménez Universidad de Costa Rica

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2021.174550

Palavras-chave:

Comunicação organizacional, Participação, Vigilância, Confiança, Cooperativismo

Resumo

Para pensarmos os requisitos e interesses que intervêm no importante processo da participação dos cooperados, neste artigo analiso a vigilância e a confiança em dezessete organizações cooperativas cafeeiras costarriquenhas. Os dados evidenciam a existência de confiança na organização, identificam no controle democrático uma área que tem de melhorar e ratificam a confiança como sendo um requisito para a participação ativa acontecer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lisbeth Araya Jiménez, Universidad de Costa Rica

Doctora en Comunicación y Cultura por la Universidad Federal de Rio de Janeiro (UFRJ), Brasil.
Profesora e investigadora de la Escuela de Comunicación (ECCC) en la Universidad de Costa Rica (UCR), Costa Rica.

Referências

ARAYA, Lisbeth Jiménez. Cooperativas cafetaleras costarricenses: características de la comunicación con sus asociados y asociadas. Mestrado: Universidad de Costa Rica, 2016. Disponível em: https://bit.ly/3g6W6lZ. Acesso em: 3 jun. 2021.

ARIZAGA, Cecilia. Sociología de la felicidad: autenticidad, bienestar y management del yo. Buenos Aires: Biblos, 2017.

BALDISSERA, Rudimar; BENETTI, Marcia (org.) Pesquisa e perspectivas de comunicação e informação. Porto Alegre: Sulina, 2018.

BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar da pós-modernidade. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

BROWN, Wendy. Undoing the demos: neoliberalism’s stealth revolution. New York: MIT, 2015.

CALDART, Roseli (ed.). Escola, trabalho e cooperação. movimento dos trabalhadores rurais sem terra, MST. Boletim da Educação, São Paulo, n. 4, 1994. Disponível em: https://mst.org.br/biblioteca-da-questao-agraria/ Acesso em: 15 jun. 2021.

COOPER, Melinda. Family values: between neoliberalism and the new social conservatism. New York: Zone, 2017.

CIRUELA, Antonio. La función directiva en las cooperativas agrarias: estudio empírico en las sociedades cooperativas cafetaleras de Costa Rica CIRIEC. Revista de Economía Pública, Social y Cooperativa, Valencia, v. 55, p. 253-288, 2006. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/174/17405510.pdf. Acesso em: 3 jun. 2021.

EHRENBERG, Alain. O culto da performance: da aventura empreendedora à depressão nervosa. São Paulo: Ideias & Letras, 2010.

GARRIDO, Samuel. El cooperativismo agroalimentario en perspectiva histórica: ¿por qué no todos los agricultores cooperan? Mediterráneo Económico, Almeria, v. 24, p. 19-32, 2013. Disponível em: https://bit.ly/34KPXa0. Acesso em: 3 jun. 2021.

GAULEJAC, Vincent de. Gestão como doença social: ideologia, poder gerencialista e fragmentação social. São Paulo: Ideias & Letras, 2017.

HENRIQUES, Márcio Simeone; SILVA, Daniel Reis. #TáFaltandoÁgua: cidadania, vigilância civil e a produção de dados independentes. Revista Animus, Santa Maria, v. 17, n. 35, p. 56-74, 2018. doi: https://doi.org/10.5902/2175497724818.

HUERTAS HERNÁNDEZ, Olga Lúcia. La participación en una cooperativa rural de ahorro y crédito: un análisis desde la cultura organizacional. Cuadernos de Desarrollo Rural, [S. l.], v. 2, n. 55, 2005. Disponível em: https://revistas.javeriana.edu.co/index.php/desarrolloRural/article/view/1245. Acesso em: 3 jun. 2021.

INEC. ENAHO. 2019. Nivel de pobreza por LP según características de los hogares y las personas, julio 2018 y julio 2019, 2019. Disponível em: https://bit.ly/3vQSifj. Acesso em: 31 jul. 2020.

INEC. ENAHO. 2019. Coeficiente de Gini por hogar y per cápita, julio 2010-2019. 2019. Disponível em: https://bit.ly/2S8rbh5. Acesso em: 31 jul. 2020.

MADRIGAL-PANA, Johnny. La confianza de los consumidores: Balance de tres administraciones (2002-2006, 2006-2010, 2010-2014), 2014. Disponível em: https://bit.ly/3cfqrxy. Acesso em: 3 jun. 2021.

MADRIGAL-PANA, Johnny. La confianza de los consumidores: Encuesta N.66.Mayo 2020. Disponível em: http://www.estadistica.ucr.ac.cr. Acesso em: 28 ago. 2020.

MARCHIORI, Marlene. Comunicación interna: una visión más amplia en el contexto de las organizaciones. Ciencias de la Información, v. 42, n.2, p. 49-54, 2011. Disponível em: https://bit.ly/3z13fNd. Acesso em: 3 jun. 2021.

MARTÍN-BARÓ, Ignacio. Sistema, grupo y poder: psicología social desde Centroamérica (II). 4. ed. El Salvador: UCA, 1999.

MBEMBE, Achille. Necropolítica: biopoder, soberania, estado de exceção, política da morte. São Paulo: N-1, 2018.

MOZAS Moral, Adoración. La participación de los socios en las cooperativas agrarias: una aproximación empírica CIRIEC. Revista de Economía Pública, Social y Cooperativa, Valencia, v. 40, p. 165-193, 2002. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=17404008. Acesso em: 3 jun. 2021.

XIII Congreso Nacional Cooperativo. Consejo Nacional de Cooperativas CONACOOP, 2014. Disponível em: https://bit.ly/2Rh8XJW. Acesso em: 3 jun. 2021.

SALGADO, Julia. Entre solitários e solidários: o empreendedor nos discursos da Folha de S. Paulo (1972-2011), 2016. (Doutorado em Comunicação). Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

SILVA, Cássia; BALDISSERA, Rudimar. Comunicação organizacional e gestão de equipes: ausculta, estratégia e relações de poder. In: BENETTI, Marcia; BALDISSERRA, Rudimar. Pesquisa e perspectivas de comunicação e informação. Porto Alegre: Sulina, 2018.

SILVA, Daniel Reis. Resposta aos nossos Críticos: discursos de defesa organizacional, créditos de confiança e pretensões de solidariedade In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO, 29., 2020, Campo Grande. Anais […] Campo Grande: Compós, 2020. Disponível em: https://bit.ly/3g9lGqn. Acesso em: 18 out. 2020.

Publicado

2021-07-12