“Cansei, me demito”: dilemas morais no ambiente organizacional e a comunidade online antitrabalho

Autores

  • Sheila Mihailenko Chaves Magri Escola Superior de Propaganda e Marketing
  • Arthur Meucci Universidade Federal de Viçosa

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2022.195302

Palavras-chave:

Dialogismo discursivo, Antitrabalho, Ética, Cansaço

Resumo

Problematizamos o pedido de demissão no contexto da ideologia da competência, racionalidade neoliberal e sociedade do cansaço dentro das organizações em relação ao discurso da ética corporativa e os dilemas morais dos trabalhadores. Analisamos os discursos de 20 entrevistados e uma notícia jornalística sobre a comunidade online antitrabalho por meio da análise dialógica bakhtiniana. Concluímos que todos os trabalhadores entrevistados e os citados no artigo jornalístico opõem o lucro à vida e compartilham suas insatisfações, vulnerabilidades e resistências.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Sheila Mihailenko Chaves Magri, Escola Superior de Propaganda e Marketing

    Doutoranda e Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo (PPGCOM) da ESPM-SP. Bolsista da CAPES.

  • Arthur Meucci, Universidade Federal de Viçosa

    Doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie. Mestre, Bacharel e Licenciado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Departamento de Educação da Universidade Federal de Viçosa (UFV). Membro fundador da Cátedra Paulo Freire da UFV.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e estética – a teoria do romance. São Paulo: Hucitec, 2010.

BAKHTIN, Mikhail; VOLÓCHINOV, Valentin N. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2006.

BARROS FILHO, Clóvis. A vida que vale à pena ser vivida. Petrópolis: Vozes, 2010.

BARROS FILHO, Clóvis; MEUCCI, Arthur. O executivo e o martelo. São Paulo: HSM, 2013.

CHAUI, Marilena. A ideologia da competência. São Paulo: Autêntica, 2016.

CORTINA, Adela; MARTINEZ Emilio. Ética. São Paulo: Loyola, 2005.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

FRANKLIN, Jonathan. Redditors are spamming Kellogg’s job portal in solidarity with its striking workers. NPR, Washington, DC, 2021. Disponível em: https://n.pr/3abT9Bg. Acesso em: 18 fev. 2022.

FREIRE FILHO, João. Ser feliz hoje: reflexões sobre o imperativo da felicidade. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2010.

FREUD, Sigmund. O mal-estar na cultura. Porto Alegre: LP&M, 2010.

HAN, Byung-Chul. Sociedade do cansaço. Petrópolis: Vozes, 2015.

HONNETH, Axel. A luta por reconhecimento. São Paulo: Editora 34, 2003.

MAGRI, Sheila M. C. Consumo de discursos morais para a construção da reputação profissional: uma reflexão sobre valores de executivos do mundo corporativo. 2020. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Práticas de Consumo) – Escola Superior de Propaganda e Marketing, São Paulo, 2020a.

MAGRI, Sheila M. C. Porta-vozes do capital: como os líderes corporativos consomem discursos morais sobre reputação e ética. São Paulo: Pimenta Cultural, 2020b.

MALAMUD, Silvia. Empresas tóxicas, sim elas existem. Eu Sem Fronteiras, São Paulo, 2018. Disponível em: https://bit.ly/3wLzzoj. Acesso em: 18 fev. 2022.

MORIN, Edgar. O método 6 – ética. Porto Alegre: Sulina, 2017.

NAPOLI, Ricardo Bins di. Dilemas morais. In: TORRES, João Carlos Brum (org.). Manual de ética – questões de ética teórica e aplicada. Petrópolis: Vozes; Caxias do Sul: Universidade de Caxias do Sul; Rio de Janeiro: BNDES, 2014. p. 200-221.

O’CONNOR, Brian. “Antitrabalho”: o movimento que ganhou força na pandemia e se espalha por comunidades online. BBC News, New York, 7 fev. 2022. Disponível em: https://bbc.in/3yTv9gI. Acesso em: 18 fev. 2022.

PERES-NETO, Luiz. Ética, comunicação e consumo: um mapa para pensar os desafios da privacidade em rede. In: PERES-NETO, Luiz; CORRAL, Joan Botella (org.). Éticas em rede: políticas de privacidades e moralidades públicas. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2018. p. 14-33.

QUAIS são os principais tipos de assédio? Entenda. S2 Consultoria, São Paulo, 1 jul. 2021. Disponível em: https://bit.ly/39ZkMxC. Acesso em: 18 fev. 2022.

SRNICEK, Nick. Platform Capitalism. Cambridge: Polity Press, 2017.

VAN DIJK, Teun. Critical discourse analysis. In: SCHIFFRIN, Deborah; TANNEN, Deborah; HAMILTON, Heidi E. (ed.). The handbook of dicourse analysis. Malden: Blackwell, 2015. p. 352-371.

VAN DIJK, Teun. A. Discurso e poder. Organização de Karina Falcone Hoffnagel. São Paulo: Contexto, 2012.

WHO is Doreen Ford in Reddit? Abolish work movement gains supporters. NewsRandom, [s. l.], 25 jan. 2022. Disponível em: https://bit.ly/3PD88ER. Acesso em: 18 fev. 2022.

Downloads

Publicado

2022-11-18

Como Citar

MAGRI, Sheila Mihailenko Chaves. “Cansei, me demito”: dilemas morais no ambiente organizacional e a comunidade online antitrabalho. Organicom, São Paulo, Brasil, v. 19, n. 38, p. 93–105, 2022. DOI: 10.11606/issn.2238-2593.organicom.2022.195302. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/195302.. Acesso em: 21 jul. 2024.