Comunicação e museus: aportes da comunicação organizacional

Autores

  • Nicole Sberse Morás Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Rudimar Baldissera Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2022.201595

Palavras-chave:

Comunicação, Comunicação organizacional , Museus

Resumo

Neste artigo temos o objetivo de refletir sobre a comunicação organizacional de museus. Para isso, além de breve revisão de literatura, empregamos dados empíricos, coletados por AUTOR (ano) por meio de entrevistas semiestruturadas com representantes de 12 museus de Porto Alegre. Como resultados, evidenciamos que a comunicação organizacional dos museus ainda é fortemente pautada pelo viés transmissivo, difusionista e de publicização, mas há tendência idealizada de qualificar esses processos mediante comunicação vinculativa e/ou dialógica.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Nicole Sberse Morás, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Mestre em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharela em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Univates Pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Comunicação Organizacional, Cultura e Relações de Poder (GCCOP) da UFRGS.

  • Rudimar Baldissera, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Doutor em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Professor do Departamento de Comunicação da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (Fabico) da UFRGS Professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da UFRGS – CAPES Líder do Grupo de Pesquisa em Comunicação Organizacional, Cultura e Relações de Poder (GCCOP) da UFRGS. Bolsista de Produtividade do CNPq.

Referências

BALDISSERA, Rudimar. A Complexidade dos processos comunicacionais e interação nas organizações. In: MARCHIORI, Marlene. Faces da cultura e da comunicação organizacional. v. 2. São Caetano do Sul: Difusão, 2010. p. 199-213.

BALDISSERA, Rudimar. Comunicação organizacional: uma reflexão possível a partir do paradigma da complexidade. In: OLIVEIRA, Ivone de L.; SOARES, Ana Thereza N. Interfaces e tendências da comunicação no contexto das organizações. São Caetano do Sul: Difusão, 2008. p. 149-177.

BALDISSERA, Rudimar. Comunicação organizacional na perspectiva da complexidade. Organicom, São Paulo, Abracorp, ano 6, n. 10/11, 2009, p. 115-120. doi: https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2009.139013

BALDISSERA, Rudimar. Imagem-conceito: anterior à comunicação, um lugar de significação. 2004. Tese (Doutorado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004. 294f.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BEIGUELMAN, Giselle. Coronavida: pandemia, cidade e cultura urbana. São Paulo: Escola da Cidade, 2020. Coleção outras palavras, v. 8

BORGES, Luiz C. Museu como espaço de interpretação e de disciplinarização de sentidos. Museologia e Patrimônio, Rio de Janeiro, v. 4, n. 1, 2011, p. 37-62.

CAMERON, Duncan F. The Museum, a Temple or the Forum. Curator: The Museum Journal, Washington D.C., v. 14, n. 1, p. 11-24, 1971. doi: https://doi.org/10.1111/j.2151-6952.1971.tb00416.x

CARVALHO, Rosane Maria Rocha de. Museu: novos aspectos informacionais, comunicacionais e gerenciais. Museologia e Patrimônio, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, 2012, p. 103-123.

CASTRO, Ana Lúcia Siaines de. O Museu: do sagrado ao segredo. Rio de Janeiro: Revan, 2009.

CURY, Marília Xavier. Comunicação museológica: uma perspectiva teórica e metodológica de recepção. 2005. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2005.

CURY, Marília Xavier. Novas perspectivas para a comunicação museológica e os desafios da pesquisa de recepção em museus. In: SEMINÁRIO DE INVESTIGAÇÃO EM MUSEOLOGIA DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA E ESPANHOLA, I, 2009, Porto. Actas..., v. 1. Porto: Faculdade do Porto, 2010. p. 269-279.

DEETZ, Stanley. Comunicação organizacional: fundamentos e desafios. In: MARCHIORI, Marlene (org.). Comunicação organizacional: reflexões, processos e práticas. São Caetano do Sul: Difusão, 2010.

HOOPER-GREENHILL, Eilean (ed.). The educational role of the museum. London: Routledge, 1999.

INSTITUTO BRASILEIRO DE MUSEUS (IBRAM). Pesquisa Anual de Museus. 2014. Disponível em: https://antigo.museus.gov.br/pesquisa-anual-de-museus/. Acesso em 30 jul. 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE MUSEUS (IBRAM). Subsídios para a elaboração de Planos Museológicos. Brasília: Instituto Brasileiro de Museus – Ibram, 2016. Disponível em https://www.museus.gov.br/wp-content/uploads/2017/08/SubsidiosPlanosMuseologicos.pdf. Acesso em: 2 ago. 2017.

INTERNATIONAL COUNCIL OF MUSEUMS BRASIL. Nova definição de museu. [s.l.]: [s.n.], 2022. Disponível em http://www.icom.org.br/?page_id=2776.Acesso em: 29 jan. 2023.

KUNSCH, Margarida M. Krohling. Comunicação Organizacional: contextos, paradigmas e abrangência conceitual. Matrizes, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 35-61, 2014. doi: https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v8i2p35-61

LIPOVETSKY, Gilles. Sedução, publicidade e pós-modernidade. Revista Famecos, Porto Alegre, v. 7, n. 12, p. 7-13, 2000. doi: https://doi.org/10.15448/1980-3729.2000.12.3062

MORÁS, Nicole Sberse. Comunicação organizacional de museus de Porto Alegre/RS, Brasil. 2019. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2019. 159f. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/196375. Acesso em: 7 fev. 2023.

NIELSEN, Jane K. Museum communication: learning, interaction and experience. 2014. Thesis (Doctor of Philosophy) – University of Saint Andrews. Disponível em: http://hdl.handle.net/10023/5770. Acesso em 7 fev. 2023.

PINTO, Júlio. Comunicação organizacional ou comunicação no contexto das organizações. In: OLIVEIRA, Ivone de L.; SOARES, Ana Thereza N. (org.). Interfaces e tendências da comunicação no contexto das organizações. São Caetano do Sul: Difusão, 2008.

ROQUE, Maria Isabel Rocha. Comunicação no museu. In: BENCHETRIT, Sarah Fassa; BEZERRA, Rafael Zamorano; MAGALHÃES, Aline Montenegro (org.). Museus e Comunicação: exposição como objeto de estudo. Rio de Janeiro: Museu Histórico Nacional, 2010. p. 47-68.

URIBE, Pablo Múnera. La idea de organización: una concepción ampliada para una acción efectiva. Medellín: Comunicación, 2007.

WEICK, Karl E. Sensemaking in organizations. London: Sage, 1995.

Downloads

Publicado

2023-03-15

Como Citar

MORÁS, Nicole Sberse; BALDISSERA, Rudimar. Comunicação e museus: aportes da comunicação organizacional. Organicom, São Paulo, Brasil, v. 19, n. 40, p. 279–293, 2023. DOI: 10.11606/issn.2238-2593.organicom.2022.201595. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/201595.. Acesso em: 26 maio. 2024.