Na era das IAs, o xeque-mate vem dos dados

Autores

  • Dulce Margareth Boarini Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2024.221553

Palavras-chave:

Comunicação, Dados, Interfaces, Humanos, Não humanos

Resumo

Os dados sempre foram primordiais na comunicação organizacional e nas relações públicas, e, assim como em qualquer outro setor, também nessas áreas têm conquistado cada vez mais relevância nos últimos anos por serem o principal combustível para o funcionamento das inteligências artificiais. O objetivo da pesquisa foi evidenciar como os profissionais de agências de comunicação têm tido acesso a eles, quais interfaces são mais utilizadas e quais desafios enfrentam no dia a dia. Optamos por uma pesquisa de natureza qualitativa, com pesquisa bibliográfica e documental, além de entrevistas em profundidade, a fim de identificar como tem sido o contato com os dados no cotidiano. Como resultado, observamos que a oferta de dados ainda tem muito potencial para crescer e as interfaces usadas requerem um trabalho constante de curadoria por parte do comunicador, a fim de coibir falhas de interpretação.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Dulce Margareth Boarini, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

    • Pós-doutoranda e doutora em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (PUC-SP)
    • Professora e consultora em comunicação corporativa

Referências

BHASKAR, Michael. Curadoria: o poder da seleção no mundo do excesso. Tradução de Érico Assis. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2020.

BOARINI, Margareth. Big data e inteligência artificial são a nova onda disruptiva a desafiar os profissionais. In: CONGRESSO ABRAPCORP, 12., 2018, Goiânia. Anais […]. São Paulo: Abrapcorp, 2018. p. 306-318.

BOARINI, Margareth. Os não humanos ampliam participação como agentes comunicacionais. In: CONGRESSO ABRAPCORP, 17., 2023, Rio de Janeiro. Anais […]. São Paulo: Abrapcorp, 2023. Disponível em: https://publicacoes.softaliza.com.br/abrapcorp2023/article/view/3929. Acesso em: 30 set. 2023.

CORTIZ, Diogo; SANTOS, Jean Carlos Ferreira dos. Computação afetiva: entre as limitações técnicas e os desafios do colonialismo de dados. Fronteiras, São Leopoldo, v. 24, n. 3, p. 62-71, 2022. Disponível em: https://revistas.unisinos.br/index.php/fronteiras/article/view/25706. Acesso em: 1 out. 2023.

DAVENPORT, Thomas H. Big data no trabalho: derrubando mitos e descobrindo oportunidades. Rio de Janeiro: Alta Books, 2017.

DREYER, Bianca Marder. Relações públicas na contemporaneidade: contexto, modelos e estratégias. São Paulo: Summus, 2017.

GABRIEL, Martha. Você, eu e os robôs. São Paulo: Atlas, 2017.

FUNKE, Martha. IA comanda o processo nas agências de comunicação. Valor Econômico, São Paulo, p. 76-79, dez. 2023a.

FUNKE, Martha. Função de um segundo cérebro. Valor Econômico, São Paulo, p. 82, dez. 2023b.

LEME, Alvaro. Humanidade transferida: uma análise da entrevista concedida pela influenciadora virtual lu do magalu à jornalista marília gabriela. In: CONGRESSO ABRAPCORP, 17., 2023, Rio de Janeiro. Anais […]. São Paulo: Abrapcorp, 2023. Disponível em: https://publicacoes.softaliza.com.br/abrapcorp2023/article/view/3897. Acesso em 30 set. 2023.

KAUFMAN, Dora. Desmistificando a inteligência artificial. São Paulo: Autêntica, 2022.

KNAPP, Laura. Ferramentas de IA: Linguagem é o maior desafio. Valor Econômico, São Paulo, p.80-81, dez. 2023.

LEMOS, André. A tecnologia é um vírus: pandemia e cultura digital. Porto Alegre: Sulina, 2021.

SAAD, Elizabeth. Comunicação organizacional e transformação digital: novos cenários, novos olhares. In: TERRA, Carolina Frazon; DREYER, Bianca Mader; RAPOSO, João Francisco (org.). Comunicação organizacional: práticas, desafios e perspectivas digitais. São Paulo: Summus, 2021. p. 13-23.

SIEGEL, Eric. Análise preditiva: o poder de prever quem vai clicar, comprar, mentir ou morrer. Rio de Janeiro: Alta Books, 2017.

SOARES, Matheus. Especial regulação: plataformas fecham APIs e dificultam pesquisas. Desinformante, 16 jun. 2023. Disponível em: https://desinformante.com.br/regulacao-api-pesquisa/. Acesso em: 30 set. 2023.

WEBB, Amy. The signals are talking: why today’s fringe is tomorrow’s mainstream. New York: Public Affairs, 2016.

ZUBOFF, Shoshana. A era do capitalismo de vigilância. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2021.

Downloads

Publicado

2024-05-27

Como Citar

BOARINI, Dulce Margareth. Na era das IAs, o xeque-mate vem dos dados. Organicom, São Paulo, Brasil, v. 21, n. 44, p. 28–37, 2024. DOI: 10.11606/issn.2238-2593.organicom.2024.221553. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/221553.. Acesso em: 25 jul. 2024.