Parques lineares do Tremembé: o uso de infraestruturas verdes na criação de um sistema de espaços livres

  • Gerson Amaral Lima Universidade de São Paulo
  • Paulo Renato Mesquita Pellegrino Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Paisagem. Ambiente. Águas urbanas. Drenagem.

Resumo

Este trabalho consiste na elaboração de uma proposta de intervenção paisagística numa porção da Subprefeitura Jaçanã/Tremembé no município de São Paulo. A região compõe a zona de amortecimento do Parque Estadual da Cantareira, e o adensamento construtivo do bairro constitui uma ameaça à preservação do meio ambiente local. O projeto toma como diretriz o tratamento das águas urbanas, especialmente na requalificação dos fundos de vales, introduzindo novos conceitos de manejo das águas urbanas que se baseiam na ideia de Desenvolvimento de Baixo Impacto (Low Impact Development – LID). A proposta deste trabalho busca, também, estabelecer novas relações entre a cidade e os seus recursos naturais, tecendo novas costuras entre a floresta e a cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gerson Amaral Lima, Universidade de São Paulo

Arquiteto e urbanista pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Especialista em Paisagismo pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Mestrando em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). 

Paulo Renato Mesquita Pellegrino, Universidade de São Paulo

Arquiteto pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Mestre, doutor e pós-doutor pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Departamento de Projeto da FAUUSP.

Referências

ARMELIN, Liliane Frosini. Estudo do comportamento dos resíduos sólidos veiculados pelos rios urbanos junto aos vertedores de entrada de reservatórios de controle de cheias. 2011. 140 f. Tese (Doutorado em Engenharia Hidráulica) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

BIOMATRIX WATER. River restoration. 2012. Disponível em: http://www.biomatrixwater.com/river-restoration/. Acesso em: 28 de maio de 2014.

CANHOLI, Aluísio Pardo. Drenagem urbana e controle de enchentes. São Paulo: Oficina de Textos, 2005. 302 p.

CORMIER, Nathaniel S.; PELLEGRINO, Paulo Renato Mesquita. Infraestrutura verde: uma estratégia paisagística para a água urbana. Paisagem e Ambiente: ensaios. São Paulo: FAUUSP, n. 25, 2008. p. 127-142.

HERLING, Tereza. A floresta em São Paulo, a cidade na Cantareira: fronteiras em transformação. 2002. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo. 2002.

MAGALHÃES, Manuela Raposo. A arquitetura paisagista. Lisboa: Editorial Estampa, 2001. 525 p.

METZGER, Jean Paul. Estrutura da paisagem e fragmentação: análise bibliográfica. Anais da Academia Brasileira de Ciências, 71, 1999, p. 445-462.

PELLEGRINO, Paulo Renato Mesquita et al. A paisagem da borda: uma estratégia para a condução das águas, da biodiversidade e das pessoas. In: COSTA, Lúcia Maria Sá Antunes (Org.). Rios e paisagem urbana em cidades brasileiras. Rio de Janeiro: Viana & Mosley Editora/Editora PROURB, 2006. pg. 57-76.

__________; CORMIER, Nathaniel S. A regenerative ecological approach to stormwater in the city (.ppt). In: Palestra proferida no 8º ENEPEA – Encontro Nacional de Ensino de Paisagismo em Escolas de Arquitetura e Urbanismo no Brasil, 2006, São Paulo: Setembro, 2006.

QUEIROGA, Eugenio Fernandes. Dimensões públicas do espaço contemporâneo: resistências e transformações de territórios, paisagens e lugares urbanos brasileiros. 2012. 284 f. Tese (Livre-docência) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2006. 384 p.

SHUTES, R. B. E. Artificial wetlands and water quality improvement. Environment International, v. 26, 2001. p. 441-447.

SPIRN, Anne Whiston. O jardim de granito: a natureza no desenho da cidade. São Paulo: Edusp, 1995. 345 p.

UNITED STATES ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY – EPA. Constructed treatment wetlands. Office of Water, ago. 2004. Disponível em: http://www.epa.gov/owow/wetlands/pdf/ConstructedW.pdf. Acesso em: 29 maio 2014.

UNIVERSITY OF ARKANSAS COMMUNITY DESIGN CENTER - UACDC. Low Impact Development - a design manual for urban areas. Arkansas: University of Arkansas Press, 2010. 227 p.

Publicado
2015-10-07
Como Citar
Lima, G., & Pellegrino, P. R. (2015). Parques lineares do Tremembé: o uso de infraestruturas verdes na criação de um sistema de espaços livres. Paisagem E Ambiente, (35), 179-196. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i35p179-196
Seção
Projeto