Os jardins da residência Moreira Salles. O projeto original de Burle Marx e a restauração de Isabel Duprat

Autores

  • Eloisa Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i24p227-238

Palavras-chave:

Residência Moreira Salles. Projeto paisagístico original de Burle Marx. Restauro de Isabel Duprat

Resumo

Esse artigo se propõe a uma análise morfológica com base nas linhas projetuais paisagísticas para a residência Moreira Salles, atual centro cultural Instituto Moreira Salles, localizada no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro, e projetada em 1950 pelo arquiteto Olavo Redig de Campos. Através do estudo comparativo entre o projeto do paisagista Roberto Burle Marx, concebido um ano depois, e o de restauração, elaborado pela paisagista Isabel Duprat e concluído em 1999, podemos identificar as influências reveladas pelo projeto original, a relação dos jardins de Burle Marx com uma edificação representativa da Arquitetura Moderna, e as mudanças ocorridas nesse espaço ao longo de quase meio século.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eloisa Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Paisagista pela EBA-UFRJ, Especialista em História da Arte e Arquitetura no Brasil pela PUC-RJ e Mestre pelo PROARQ/FAU/UFRJ

Downloads

Publicado

2007-12-31

Como Citar

Santos, E. (2007). Os jardins da residência Moreira Salles. O projeto original de Burle Marx e a restauração de Isabel Duprat. Paisagem E Ambiente, (24), 227-238. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i24p227-238

Edição

Seção

ENEPEA