Áreas livres acessíveis para idosos

Autores

  • Vanessa Goulart Dorneles Universidade Federal de Santa Catarina.
  • Vera Helena Moro Bins Ely Universidade Federal de Santa Catarina.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i22p299-308

Palavras-chave:

Idosos. Acessibilidade espacial. Áreas livres.

Resumo

Este artigo consiste na proposição de  diretrizes de projeto, que contribuem com a acessibilidade espacial de idosos em áreas livres urbanas. Para isto contou-se com a aplicação do método de passeio acompanhado, com cinco idosos com restrições ao uso dos espaços. Este método possibilitou a observação do comportamento dos idosos em áreas livres que costumam freqüentar e ainda coletar sugestões e críticas quanto as características dos espaços e dos mobiliários utilizados. Ao final do artigo são apresentadas diretrizes de projeto, classificadas conforme os quatro componentes de acessibilidade espacial: orientação/informação, deslocamento, uso e comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Goulart Dorneles, Universidade Federal de Santa Catarina.

Mestre em Arquitetura e Urbanismo. Universidade Federal de Santa Catarina.

Vera Helena Moro Bins Ely, Universidade Federal de Santa Catarina.

Doutora em Engenharia de Produção. Universidade Federal de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2006-12-04

Como Citar

Dorneles, V. G., & Ely, V. H. M. B. (2006). Áreas livres acessíveis para idosos. Paisagem E Ambiente, (22), 299-308. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i22p299-308

Edição

Seção

ENEPEA