A questão da paisagem no Brasil através de Roberto Burle Marx

  • Alexandra Maria Aguiar Leister Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo. São Paulo, SP.
Palavras-chave: Paisagem. Natureza. Burle Marx. Paisagismo.

Resumo

No Brasil, as paisagens de Burle Marx enriquecem o pensamento sobre a paisagem, emprestado, com frequência, de autores internacionais. Este artigo, debruçando-se no referencial teórico dos campos da filosofia e da geografia, conduziu uma reflexão em torno da paisagem com base nas obras do mestre brasileiro Roberto Burle Marx. Sua caminhada profissional revela uma contribuição singular no aprofundamento da questão da paisagem. Como uma díade, sua concepção teórica da natureza transformava-se em paisagens vivenciáveis. Nesse processo etéreo, construiu lugares dignos de despertar olhares sensíveis. Este artigo reflete os conceitos teóricos de Burle Marx sobre a paisagem, sua maneira de transformá-los em projetos paisagísticos e suas considerações em relação ao futuro da paisagem brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandra Maria Aguiar Leister, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo. São Paulo, SP.

Mestra em Arquitetura Paisagística pela Universidade do Texas em Arlington e em Design Sustentável do Ambiente Construído pela Universidade Britânica em Dubai, Universidade Cardiff. Doutoranda na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP) – Área de Concentração Paisagem e Ambiente. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Referências

ASSUNTO, Rosario. Il paesaggio e l’estetica (1971). Palermo, Edizioni Noveccnto, 1994, p. 497.

ASSUNTO, Rosario. A paisagem e a estética. In: SERRÃO, Adriana Veríssimo. Filosofia da paisagem: uma antologia. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2013, p. 341-375.

BERQUE, Augustin. (1994). Cinq propositions pour une théorie du paysage. In: BARTALINI, Vladimir. Paisagem, meio, história. Tradução de Vladimir Bartalini para uso exclusivo da disciplina AUP 5810, Paisagismo. São Paulo: FAUUSP, 1º sem, 2012, p. 26-41.

CRAMER, Jeffrey (Ed.). I to myself: an annotated selection from the Journal of Henry D. Thoreau. Yale University Press, 2007. p. 302.

DOURADO, Guilherme Mazza. Modernidade verde: jardins de Burle Marx. São Paulo: SENAC, 2009.

FERRIOLO, M. V. (1997). Joachim Riter e a teoria do cosmos como “fundamento da paisagem”. In: BARTALINI, Vladimir. Paisagem textos. Tradução de Vladimir Bartalini com a finalidade exclusiva de subsidiar as disciplinas AUP 5834, A paisagem no desenho do cotidiano urbano, e AUP 5882, Paisagem e arte – intervenções contemporâneas. São Paulo: FAUUSP, 2º sem. 2013.

MARX, Burle. Arte, ciência e paisagismo. In: TABACOW, José. Roberto Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004, p. 215-219.

MARX, Burle. Conceitos de composição em paisagismo. In: TABACOW, José. Roberto Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004a, p. 23-24.

MARX, Burle. Considerações sobre arte brasileira. In: TABACOW, José. Roberto Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004b, p. 69-75.

MARX, Burle. Jardim e ecologia. In: TABACOW, José. Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004c, p. 85-95.

MARX, Burle. Recursos paisagísticos do Brasil. In: TABACOW, José. Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004d, p. 127-137.

MARX, Burle. O jardim como forma de arte. In: TABACOW, José. Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004e, p. 51-68.

MARX, Burle. Paisagismo e ecologia. In: TABACOW, José. Roberto Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004f, p. 159-170.

MARX, Burle. O paisagismo na estrutura urbana. In: TABACOW, José. Roberto Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004g, p. 181-190.

MARX, Burle. Problemas de conservação da natureza. In: TABACOW, José. Roberto Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004h, p. 147-158.

McHARG, Ian L. A quest for life: an autobioghraphy. New York: Wiley & Sons, Inc., 1996.

MOORE, R. C.; COSCO, N. G. Developing an earth-bound culture through design of childhood habitats. International conference on Faculty of Social Sciences. People, land and sustainability, 2000, p. 13-16.

NYS, Philippe. (1997). Paisagem. Função da estética na sociedade moderna. In: BARTALINI, Vladimir. Paisagens textos. Tradução de Vladimir Bartalini com a finalidade exclusiva de subsidiar as disciplinas AUP 5834, A paisagem no desenho do cotidiano urbano, e AUP 5882, Paisagem e arte – intervenções contemporâneas. São Paulo: FAUUSP, 2º sem. 2013, p. 30-38.

PETRARCA, Francesco. (1336). A subida ao Monte Ventoux. In: BARTALINI, Vladimir. Paisagens textos. Tradução de Vladimir Bartalini, com a finalidade exclusiva de subsidiar as disciplinas AUP 5834, A paisagem no desenho do cotidiano urbano, e AUP 5882, Paisagem e arte – intervenções contemporâneas. São Paulo: FAUUSP, 2º sem. 2013, p. 68-72.

QUEIROGA, Eugenio Fernandes. Razão pública e paisagem: reflexões e subsídios teórico-conceituais para o entendimento e para a qualificação da urbanização contemporânea. ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE PAISAGISMO EM ESCOLAS DE ARQUITETURA E URBANISMO NO BRASIL (ENEPEA), 11, Campo Grande, 2012. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i34p11-34

RITTER, J. (1978). Paisagem: função da estética na sociedade moderna. In: BARTALINI Vladimir. Paisagem textos. Tradução de Vladimir Bartalini, com a finalidade exclusiva de subscidiar as disciplinas AUP 5834, A paisagem no desenho do cotidiano urbano, e AUP 5882, Paisagem e arte – intervenções contemporâneas. São Paulo: FAUUSP, 2º sem. 2013, p. 48-66.

ROGER, Alain. O nascimento da paisagem no Ocidente. In: BARTALINI, Vladimir. COLÓQUIO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA DA ARTE, 10, São Paulo, 1999. Tradução de Vladimir Bartalini, com a finalidade exclusiva de subscidiar as disciplinas AUP 5834, A paisagem no desenho do cotidiano urbano, e AUP 5882, Paisagem e arte – intervenções contemporâneas. São Paulo: FAUUSP, 2º sem. 2013.

SELHUB, Eva M.; LOGAN, Alan C. Your brain on nature: the science of nature’s influence on your health, happiness, and vitality. Ontário: John Wiley & Sons, 2012.

SERRÃO, Adriana Conceição Guimarães Veríssimo. Filosofia e paisagem: aproximações a uma categoria estética. Philosophica, 23, 2004, 78-102.

SERRÃO, Adriana Conceição Guimarães Veríssimo. Filosofia da paisagem: uma antologia. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2014, p. 13-35.

SERRÃO, Adriana Conceição Guimarães Veríssimo. Paisagem, a unidade de natureza e cultura: origem, essência e cultura de uma ideia. São Paulo: LABBARC. FAUUSP, 2014.

SIMMEL, Georg. (1913). La tragédie de la culture: et autres essais. In: BARTALINI, Vladimir. Paisagem textos. Tradução de Vladimir Bartalini, com a finalidade exclusiva de subsidiar as disciplinas AUP 5834, A paisagem no desenho do cotidiano urbano, e AUP 5882, Paisagem e arte – intervenções contemporâneas. São Paulo: FAUUSP, 2º sem. 2013.

TABACOW, José. Roberto Burle Marx: arte e paisagem. São Paulo: Studio Nobel, 2004.

TATE LAND ART. (nov. 2015). Disponível em: http://www.tate.org.uk/learn/online-resources/glossary/l/land-art. Acesso em: 26 ago. 2016.

WILSON, Edward O. Biophilia. Cambridge: Harvard University Press, 1984.

Publicado
2016-12-19
Como Citar
Leister, A. (2016). A questão da paisagem no Brasil através de Roberto Burle Marx. Paisagem E Ambiente, (38), 119-145. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i38p119-145
Seção
Projeto