Larva of Atractocerus Brasiliensis (Lepeletier & Audinet-Serville, 1825) (Lymexylidae, Atractocerinae)

Autores

  • Sônia A. Casari Universidade de São Paulo; Museu de Zoologia
  • Édson Possidônio Teixeira Instituto Agronômico de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0031-10492011001200001

Palavras-chave:

América do Sul, Coleoptera, Fungo, Imaturos, Região neotropical

Resumo

A larva de Atractocerus brasiliensis (Lepeletier & Audinet-Serville, 1825), coletada pela primeira vez em Pinus oocarpa Schiede ex Schltdl. (Pinaceae) é descrita e ilustrada. Até o momento, em Lymexylidae, apenas a larva de Melittomma sp. (Melittomminae) era conhecida do Brasil. Notas biológicas, uma comparação com a descrição de A. brevicornis, a espécie-tipo do gênero (da África e Madagascar) e o histórico das larvas de limexilídeo conhecidas também estão incluídos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-01-01

Como Citar

Casari, S. A., & Teixeira, Édson P. (2011). Larva of Atractocerus Brasiliensis (Lepeletier & Audinet-Serville, 1825) (Lymexylidae, Atractocerinae) . Papéis Avulsos De Zoologia, 51(12), 197-205. https://doi.org/10.1590/S0031-10492011001200001

Edição

Seção

naodefinida