Influências interlinguais e estratégias de comunicação por aprendizes de alemão como terceira língua

análise de uma escrita comunicativa online

Autores

  • Victor Almeida Tanaka Universidade de São Paulo
  • Dörthe Uphoff Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/1982-88372236128

Palavras-chave:

estratégias de aprendizagem, estratégias de comunicação, alemão após inglês, alemão como terceira língua, influência interlingual

Resumo

Neste artigo, trazemos algumas reflexões a respeito da influência exercida por línguas anteriormente aprendidas no processo de aprendizagem de alemão como L3 por aprendizes brasileiros. Essas influências podem operar tanto por meio de transferências linguísticas intencionais, controladas pelos próprios aprendizes, quanto por transferências não intencionais. Dependendo do referencial teórico adotado, essas transferências intencionais são consideradas estratégias de aprendizagem e/ou de comunicação. Com base em uma pesquisa empírica realizada em 2017 e em alguns debates na área acadêmica em torno do assunto (OXFORD 1990, 2011; BIMMEL e RAMPILLON 2000; SELINKER 1972, 2014; HUFEISEN 2010), este artigo tem como objetivo analisar as estratégias utilizadas por aprendizes de alemão como L3 em um chat online e refletir sobre as influências interlinguais exercidas sobre os aprendizes de forma não intencional. Os resultados obtidos apontam para contrastes (1) quanto ao tipo de estratégias utilizadas por aprendizes em diferentes níveis de aprendizagem e (2) quanto à língua da qual decorreram as influências não intencionais: aprendizes mais proficientes utilizaram estratégias que mobilizaram mais elementos da língua-alvo, como os circunlóquios, e não sofreram nenhuma influência exclusivamente da língua materna (apenas da L1 e da L2 concomitantemente ou apenas da L2), ao contrário de aprendizes menos proficientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-01-01

Como Citar

TANAKA, V. A.; UPHOFF, D. Influências interlinguais e estratégias de comunicação por aprendizes de alemão como terceira língua: análise de uma escrita comunicativa online. Pandaemonium Germanicum, São Paulo, v. 22, n. 36, p. 128-152, 2019. DOI: 10.11606/1982-88372236128. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/pg/article/view/151433. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos