Flusser com Freud: Tradução, Sujeito e Cultura

  • Pedro Heliodoro Tavares USP; FFLCH; DLM

Resumo

Neste artigo pretendemos apresentar Sigmund Freud e Vilém Flusser não somente como dois intelectuais que dividem certas peculiaridades biográficas, mas como dois importantes pensadores de proposições convergentes. Ambos analisaram criticamente o mal-estar humano face às diferenças individuais e culturais mediadas pelo simbólico e ambos, cada qual ao seu modo, procuraram apresentar maneiras de lidar com tal questão enfatizando as capacidades criativas da linguagem e da tradução em ultrapassar os limites das diferenças, da intolerância e do mal-entendido. Pretendemos, portanto, discutir aqui as contribuições para o entendimento de cada um destes escritores a partir de uma leitura cruzada de suas obras.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-06-01
Como Citar
Tavares, P. (2014). Flusser com Freud: Tradução, Sujeito e Cultura . Pandaemonium Germanicum, 17(23), 223-239. https://doi.org/10.1590/S1982-88372014000100223
Seção
Tradução – Übersetzung